Vivaldo sugere que Saúde faça notificação compulsória dos casos de Guillain-Barré

Crédito da foto: João Gilberto
Deputado receia que RN não tenha estrutura para um possível aumento de casos da doença associada ao Zyka vírus
 
Preocupado com o aumento do número de casos da síndrome Guillain-Barré no Estado, o deputado Vivaldo Costa (PROS) fez pronunciamento na sessão plenária desta quinta-feira (25) alertando a população para se prevenir. O parlamentar também apresentou requerimento para que a Secretaria de Saúde passe a fazer a notificação compulsória da doença e solicitou ao Governo Estadual providências para que o Hospital Walfredo Gurgel, o maior do Rio Grande do Norte, tenha suporte para um possível aumento dos casos.
 
“Precisamos tomar providências porque no ano passado o Rio Grande do Norte passou de 13 para 36 casos e os meses de maior incidência estão por vir, março, abril e maio”, afirmou o deputado. Vivaldo Costa alertou para a gravidade desta e de outras doenças, como zyka vírus e dengue e para a insuficiência de leitos de UTI caso haja um rápido aumento de casos graves destas doenças.
 
O parlamentar disse que corrobora com a preocupação externada pelo neurologista Mário Emílio Dourado, da UFRN, que acompanha os casos de Guillain-Barré e foi o primeiro a alertar a Academia Brasileira de Neurologia sobre a associação da síndrome com o zyka vírus. Os pacientes vítimas desta síndrome tem fraqueza muscular, perdas motoras e paralisia flácida. A fraqueza pode atingir o tronco, braços, pescoço e músculos da face, entre outros sintomas.
 
Em aparte, o deputado Galeno Torquato (PSD) reforçou que o momento é praticamente de calamidade pública e o tema foi oportuno em plenário. “A Secretaria de Saúde tem que tomar providências urgentes. É importante a união do Estado com a sociedade civil organizada e outros entes como a Pastoral da Criança, que fez um excelente trabalho combatendo a desnutrição infantil no Nordeste para combater esse mosquito que está causando um grande dano”, explicou.
 
Assessoria