Presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro é alvo de condução coercitiva pela PF

Jorge Picciani, presidente da Alerj, foi alvo de condução coercitiva da Polícia Federal na Lava Jato
Jorge Picciani: mandados são resultado de investigações da Lava Jato (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Policiais Federais cumprem nesta quarta-feira (29) um mandado de condução coercitiva contra o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani.

Também estão sendo cumpridos cinco mandados de prisão contra integrantes do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ), por suspeitas de envolvimento em um esquema de propina.

A operação, chamada Quinto de Ouro, é oriunda das investigações da Lava Jato, mas não faz parte diretamente dela, segundo uma pessoa envolvida nas investigações ouvida pela Reuters.

A ação foi deflagrada com base em informações de delação premiada de um próprio conselheiro do TCE, segundo a fonte.

Jorge Picciani é pai do atual ministro do Esporte, Leonardo Picciani.

(Com Agência Brasil e Reuters)

 

Fonte:http://exame.abril.com.br/brasil/presidente-da-alerj-e-alvo-de-conducao-coercitiva-na-lava-jato/