Justiça Federal suspende parcialmente homologação do acordo de leniência da J&F

Entrada de unidade da JBS em Jundiaí, no interior de São Paulo (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)
ENTRADA DE UNIDADE DA JBS, MAIOR EMPRESA DO J&F (FOTO: PAULO WHITAKER/REUTERS)

O Ministério Público Federal (MPF/DF) divulgou nota nesta segunda-feira (11/09) explicando que a decisão do juiz federal Vallisney Souza Oliveira, que suspendeu hoje o acordo de leniência firmado com a holding J&F, “envolve somente aspectos penais decorrentes da investigação“. De acordo com o MPF, a medida atinge possíveis repercussões penais que podem, com o avanço das investigações, atingir pessoas ligadas ao grupo que não integram a lista de colaboradores, relacionados no acordo de colaboração já homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Em sua decisão, o juiz Vallisney Souza Oliveira aponta que a suspensão tem “competência” no âmbito da 10ª Vara Federal de Brasília, que atua na seara criminal. Portanto, não tem impacto na esfera cível.

O grupo J&F divulgou comunicado esclarecendo que a decisão tomada hoje pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira “não altera os termos do acordo de leniência já firmado entre o grupo J&F e o Ministério Público Federal” e que “o despacho do juiz suspende apenas novas adesões ao acordo inicialmente celebrado”.

 

Fonte:http://epocanegocios.globo.com/Empresa/noticia/2017/09/epoca-negocios-justica-federal-suspende-homologacao-do-acordo-de-leniencia-da-jf.html