Janaína defende fala de general sobre intervenção militar

Resultado de imagem para A advogada Janaína Paschoal
Foto: Internet

São Paulo – A advogada Janaína Paschoal, uma das autoras do pedido de impeachment apresentado contra a ex-presidente Dilma Rousseff, defendeu hoje a fala do general Antonio Hamilton Martins Mourão sobre uma possível intervenção militar no Brasil.

Em uma série de mensagens no Twitter, a advogada apoia que o Exército atue na defesa da Constituição Federal, no caso de uma crise no país, como defendeu o general Mourão na última sexta-feira, dia 15, em reunião na Loja Maçônica Grande Oriente, em Brasília. O encontro aconteceu depois de Rodrigo Janot, então procurador-geral da República, denunciar pela segunda vez o presidente Michel Temer por participação em organização criminosa e obstrução de justiça

Na palestra, o general colocou a possibilidade de uma intervenção do Exército caso as instituições não solucionem o problema político. “Desde o começo da crise, o nosso comandante definiu um tripé para a atuação do Exército: legalidade, legitimidade e que o Exército não seja um fator de instabilidade”, ele justificou.

20) Se o crime tomou conta do país, alguém tem que defender a Constituição Federal. Foi isso que disse o Gen. Mourão. Eu assino embaixo.

— Janaina Paschoal (@JanainaDoBrasil) September 20, 2017

Janaína escreveu que as preocupações do general sobre a política brasileira e a atuação das instituições são válidas, e levantou o debate sobre a ação das Forças Armadas durante uma crise, se devem responder ao presidente ou defender a Constituição. Ela também cita a situação na Venezuela, em que o exército permaneceu ao lado do presidente Nicolás Maduro durante os protestos contra a Assembleia Constituinte.

11) Se eu, uma pobre professora reprovada na Usp, estou preocupada com o discurso pró-nulidades de membros do STF, imaginem o General!

— Janaina Paschoal (@JanainaDoBrasil) September 20, 2017

16) Vocês acham que o Gen Mourão não tem razões para se preocupar? Pensem no julgamento do TSE, que deixou de cassar a Chapa Dilma/Temer.

— Janaina Paschoal (@JanainaDoBrasil) September 20, 2017

Nesta quarta-feira, o Exército decidiu que não vai punir o general por suas declarações.

 

Fonte: http://exame.abril.com.br/brasil/janaina-defende-fala-de-general-sobre-intervencao-militar/

Leave a Comment