Governo do RN desiste de ter cadeias em contêineres

Secretário de Justiça e Cidadania, Wallber Virgolino (Foto: Ítalo Sales/Inter TV Cabugi)
‘Está fora de cogitação’, declarou o titular da Sejuc, Wallber Virgolino (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Após anunciar que contêineres seriam usados para abrigar detentos no Rio Grande do Norte, o governo voltou atrás. As estruturas de metal não serão mais usadas. A decisão havia sido tomada em janeiro, após as rebeliões na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, que deixaram 26 mortos.

O governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, havia confirmado o aluguel de 50 módulos habitáveis, com capacidade para 20 presos cada um, que seriam adaptados para servir de cela até a destruição parcial da estrutura de Alcaçuz. Mas, segundo o secretário de Justiça e Cidadania, Wallber Virgolino, isso não vai mais acontecer.

“A parte de presídios já está decidido que não será em contêineres. O governador já anunciou que duas novas unidades prisionais serão construídas em Afonso Bezerra. Essa questão de contêineres em relação à Sejuc ficou apenas na parte do estudo de viabilidade. Agora está fora de cogitação”, disse o secretário.

Delegacias
Um novo pregão eletrônico será realizado para comprar os contêineres que serão usados como delegacias em Natal e Mossoró. Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), uma nova pesquisa de mercado é necessária, já que os valores propostos no primeiro pregão ficaram acima do orçamento inicial.

A ideia de usar módulos habitáveis metálicos como delegacias começou a ser divulgada pelo governo do estado em 2016, conforme nota divulgada pela Polícia Civil em 26 de setembro do ano passado. As unidades comportariam todas as funcionalidades das delegacias convencionais, inclusive espaços de recepção, sala de investigação, cartório, sala do delegado, banheiros e vestiários masculinos e femininos.

De acordo com o governo, cada delegacia será montada usando uma estrutura de 16 módulos. O objetivo inicial é que passem a funcionar nesse formato a 11ª DP (Cidade Satélite), a 13ª DP (Redinha) e a 15ª DP (Ponta Negra), em Natal, bem como a Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) de Mossoró.

 

Fonte:http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2017/03/governo-do-rn-desiste-de-ter-cadeias-em-conteineres.html