Ezequiel requer ação social, de segurança e combate à seca para Currais Novos

Sob a justificativa de que o município de Currais Novos, na região Seridó, tem uma população de 45.060 pessoas, sendo que mais de cinco mil na zona rural, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) requereu do Governador Robinson Faria (PSD) e do secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos Ivan Lopes Júnior a aquisição de dessalinizadores para as comunidades Namorados e Cachoeira e para o sítio Saco dos Veados.

“O Programa Água Doce (PAD) é uma ação do governo federal coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente, em parceria com instituições federais, estaduais, municipais e sociedade civil. O objetivo do Programa é o estabelecimento de uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para o consumo humano, promovendo e disciplinando a implantação, a recuperação e a gestão de sistemas de dessalinização. É para atender, prioritariamente as populações de baixa renda em comunidades difusas do semiárido.”, justifica o deputado.

Sempre preocupado em desenvolver ações que contribuam para o desenvolvimento de Currais Novos e a melhoria da qualidade de vida dos seus habitantes, o deputado Ezequiel encaminhou dois outros requerimentos ao Governador Robinson Faria e à secretária do Trabalho, Habitação e Assistência Social, Julianne Dantas. Uma das solicitações é para a inclusão do município na relação dos contemplados com ações do Projeto “Vila Cidadã”.

“O Projeto Vila Cidadã foi idealizado para levar os serviços do Governo do Estado até a população mais carente, como emissão de documentos e proporcionar um dia de lazer para as crianças”, afirma o deputado.
A outra reivindicação foi a cessão de prédio do Estado para abrigar a Terceira Companhia Independente da Polícia Militar naquela cidade, que atualmente funciona em um local que não mais supre as necessidades da unidade policial.

“No prédio que está sendo solicitado, onde antes funcionava uma ONG, vão funcionar o Projeto de atividade Física Funcional e a Polícia Mirim. Com a cessão, o atual prédio da Polícia Militar será destinado à Polícia Civil”, justifica Ezequiel.

 

Assessoria