Detento com tornozeleira eletrônica é preso suspeito de homicídio em Natal

tonr

G1 – A Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) prendeu em flagrante, na manhã deste domingo (29), um casal suspeito de ter baleado Francisco Eduardo da Silva Malaquias, de 18 anos. O crime aconteceu no sábado (28) no bairro de Igapó, na Zona Norte de Natal. A vítima morreu no hospital. De acordo com a polícia, o suspeito usava tornozeleira eletrônica.

Francisco foi baleado quando estava na esquina da travessa Marcílio Dias com a rua São Pedro, no bairro de Igapó, acompanhado pela mãe, namorada e um amigo. Segundo a polícia, o casal chegou em uma motocicleta, perguntou se Francisco fazia parte de uma facção criminosa e, em seguida, atirou. Um dos disparos atingiu o amigo da vítima, que foi socorrido e passa bem. Francisco Eduardo ainda chegou a ser levado para o Hospital Santa Catarina, mas não resistiu ao ferimento. “Logo após a morte do rapaz, uma equipe nossa foi até o hospital e começou a investigação”, disse Ben-Hur Medeiros, diretor da DHPP.

A equipe de investigação contou com a colaboração do soldado Figueiredo da Polícia Militar, que descobriu que o autor dos disparos usava tornozeleira eletrônica. “Ele buscou, junto ao sistema prisional, o necessário para identificar o suspeito. Com base nas informações, encontramos Bruno Araújo da Costa, de 22 anos, conhecido como Bruninho, e sua namorada, que tem 19 anos”, afirmou Luciano Costa Chaves de Almeida, delegado responsável pelo caso.

Com base na investigação, a Polícia Civil descobriu que o casal, suspeito do crime, estava em casa no bairro Vale Dourado, também na Zona Norte da cidade. No local, os policiais civis encontraram a motocicleta que teria sido usada no momento do crime. Eles foram até a casa da mãe de Bruninho e lá encontraram um revólver calibre 38, com numeração adulterada, carregado com munições. Bruno Araújo e namorada foram presos em flagrante.