Deputado Ezequiel Ferreira solicita benefícios para as regiões Potengi e Central

As regiões do Potengi e Central vão ser beneficiadas com ações parlamentares do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza, (PSDB) quando requerimentos da autoria dele foram atendidos pelo Governo do Estado, com solicitações de melhorias nas áreas de segurança pública, estrada e alimentação. As providências requeridas são para os municípios São Pedro, São Paulo do Potengi e Angicos.

“Angicos é um município carente, onde as principais fontes de renda da população são os empregos públicos e a seguridade social. Por isso estamos solicitando do governo do Estado a implantação de um restaurante popular, para disponibilizar refeições de boa qualidade com um preço bastante reduzido”, justifica o deputado Ezequiel.

O restaurante popular é um programa de segurança alimentar, executado pelo governo do Estado, por meio da secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social, que garante ao trabalhador uma refeição diária com alto valor nutritivo ao custo simbólico, beneficiando a população de menor poder aquisitivo.

Ainda para Angicos, o deputado Ezequiel Ferreira solicitou aumento do efetivo policial e melhores condições de trabalho para a Polícia Militar, uma vez que a segurança pública está bastante vulnerável para uma população de quase 12 mil habitantes.

Para beneficiar São Paulo do Potengi, São Pedro e São Tomé, o deputado Ezequiel encaminhou requerimento ao governador Robinson Faria (PSD) e ao diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Ernesto Fraxe solicitando uma operação tapa-buracos no trecho da rodovia RN-203 que liga esses municípios.

“O trecho em questão tem pouco mais de 50 quilômetros é de grande importância para o escoamento da produção naquela região. Na situação em que se encontra é preciso muita atenção dos motoristas para que não ocorram acidentes, uma vez que o trecho está muito esburacado. É preciso essa recuperação da rodovia para que a situação não se agrave mais ainda”, registrou o deputado Ezequiel Ferreira.