Category: Internacional

O selfie de candidatas a Miss Universo que causou polêmica nas redes sociais

Lindas mulheres do Oriente causa tumultuo por causa de selfie / Foto: BBCBrasil.com

Quando as candidatas a Miss Universo 2017 se juntam, o que não falta são flashes e selfies.

Mas a publicação de uma foto da miss Iraque, Sarah Eedan, com a miss Israel, Adar Gandelsman, gerou polêmica nas redes sociais, às vésperas do concurso, que será realizado no dia 26 de novembro, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

O registro da relação amistosa entre as candidatas provocou reação principalmente no mundo árabe, onde há grande ressentimento contra Israel desde a criação do Estado judaico, a ocupação de terras palestinas e várias guerras e intifadas.

“A rainha da beleza do Iraque está posando feliz com a rainha de beleza da ocupação e da brutalidade”, disse o professor Asaad Abukhalil, que trabalha nos EUA.

A ativista iraquiana @Alaa afirmou, no entanto, que a postagem de Eedan não significa necessariamente que ela esteja de acordo com a política israelense:

“A foto de um árabe ou muçulmano com um israelense não reflete concordância com a política (de Israel) de hostilidade em relação à humanidade e questões de paz”.

Como Iraque e Israel não possuem relações diplomáticas, uma foto das duas juntas não “agradaria todo mundo”, indicou a youtuber Sabrina Bennouique.

Eedan, que cresceu no Iraque e mudou-se para os Estados Unidos para estudar música, reagiu às críticas por meio de um comunicado no Instagram. E frisou que a foto não demonstra seu apoio às políticas de Israel.

“Eu gostaria de pedir desculpas a quem achou a foto ofensiva à causa palestina porque esse não era o objetivo do post, era apenas um apelo à paz e a esperança de uma solução para a crise.”

Segundo Eedan, a miss Israel se aproximou dela em uma sessão de fotos, em Las Vegas, manifestando esperança pela paz entre os dois povos.

“Ela perguntou se eu gostaria de tirar uma foto com ela. Eu disse que ficaria feliz em ajudar a espalhar essa mensagem. O objetivo da foto era expressar a esperança pela paz mundial.”

Além de postar a imagem, Eedan escreveu no Facebook que se sentia honrada em ser a primeira mulher iraquiana em 45 anos a representar o país no concurso.

Do Blog: É um absurdo que em pleno século XXI ainda haja tanta ignorância no mundo oriental. Uma simples foto de duas linda mulheres que representam seus países, por questão profissional, causar tanto conflito como que fosse haver uma terceira guerra mundial por conta disso. É de se reprovar essa hostilidade ignorante…

 

Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/o-selfie-de-candidatas-a-miss-universo-que-causou-polemica-nas-redes-sociais,c5b9fc5f687ae678675e16c704fb1d17zo5oxjon.html

Número de mortos no terremoto do Irã sobe para mais de 300

Resultado de imagem para Mortos no terremoto no Teerã

Teerã – Um terremoto de magnitude 7,3 atingiu a região de fronteira entre Irã e Iraque no domingo, matando ao menos 332 pessoas, relataram as mídias estatais dos dois países, e equipes de resgate continuavam as buscas por dezenas de pessoas presas sob escombros na região montanhosa.

A televisão estatal iraniana disse que mais de 328 pessoas morreram no país e que ao menos 2.500 ficaram feridas. Autoridades locais afirmaram que o número de mortes deve aumentar à medida que equipes de busca e resgate chegam a áreas remotas do Irã.

O terremoto foi sentido em diversas províncias no oeste do Irã, principalmente na província de Kermanshah, que anunciou três dias de luto. Mais de 236 vítimas estavam no distrito de Sarpol-e Zahab, na província de Kermanshah, que fica a cerca de 15 quilômetros da fronteira com o Iraque.

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/mundo/numero-de-mortos-no-terremoto-do-ira-sobe-para-mais-de-300/

Xi Jinping: “nova era para ter uma nova atmosfera e uma nova vida”

O mundo está voltado para os acontecimentos na China. Ontem, 24, o Comitê do Partido Comunista da China (PCC) apresentou abertamente, diante de mais de quinhentos jornalistas chineses e estrangeiros, pela a primeira vez, os debates coletivos de seu comitê. O Comitê permanente é formado por Li Keqiang, Wang Yang, Wang Huning, Zhao Leji, Han Zheng.

O presidente Xi Jinping foi confirmado com o status de governante chinês mais poderoso em décadas, com a inclusão de seu nome nos estatutos do partido. Um símbolo que o coloca à altura do fundador do regime socialista, Mao Tsé-Tung.

“O pensamento de Xi Jinping sobre o socialismo com características chinesas para a nova era” aparece agora nos estatutos do PCC, o maior partido do mundo, e constitui um “guia de ação” para seus 89 milhões de integrantes.

 

 

Ativista argentino foi encontrado morto ontem, véspera da eleição no país

Resultado de imagem para Santiago Maldonado
Ativista Santiago Maldonado

Nesse sábado (21), véspera da eleição na Argentina, foi achado um boiando no Rio Chubut, e foi identificado como sendo de Santiago Maldonado. Ativista, com apenas 28 anos, morador de El Bolsón, pequena cidade que fica 80 quilômetros ao sul de Bariloche, na Patagônia argentina, é o primeiro desaparecido político do governo de Maurício Macri, desde 2015. Segundo os peritos, que realizaram a autopsia em Buenos Aires, não hé sinais de golpes ou ferimentos e ele pode ter morrido afogado. Mas a família divulgou um comunicado afirmando que considera a Gendarmeria (Polícia Militar de fronteira) “responsável por sua morte” e prometendo “continuar investigando”.

A repressão aos mapuche é antiga, mas este desaparecimento em tempos democráticos é inédito. Num país que teve mais de 30 mil vítimas fatais na última ditadura – algo equivalente, na época, ao assassinato de 140 mil pessoas pelo regime militar brasileiro –, a questão é traumática e entrou na agenda do debate eleitoral, embora seja censurada ou minimizada pelo grupo Clarín e demais meios alinhados ao governo.

 

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2017-10/argentinos-vao-urnas-para-renovar-parte-da-camara-e-do-senado  e http://www.socialistamorena.com.br/santiago-maldonado-o-primeiro-desaparecido-politico-da-era-macri/

Argentinos vão às urnas para renovar parte da Câmara e do Senado

Resultado de imagem para Argentinos vão às urnas para escolher senadores e deputados

Os argentinos vão às urnas neste domingo (22) para renovar metade da Câmara dos Deputados e um terço do Senado. As eleições legislativas são consideradas um termômetro para medir a popularidade do presidente Mauricio Macri que, em dezembro, completa metade de seu mandato, e da ex-presidente Cristina Kirchner, sua antecessora e principal rival politica.

Segundo as pesquisas de opinião, a frente Cambiemos (Mudemos) de Macri – que desde 2015 governa o país com minoria no Congresso – não conseguirá maioria parlamentar. Ainda assim, se as previsões forem confirmadas, ele deve aumentar sua base de apoio e suas chances de disputar a reeleição em 2019.

Mas Macri também terá que enfrentar uma oposição forte. Tudo indica que, apesar de estar sendo processada pela Justiça por corrupção e “traição à pátria”, Cristina Kirchner será eleita senadora pela Unidad Ciudadana (Unidade Cidadã), uma dissidência do Partido Justicialista (Peronista) que ela transformou em partido para se candidatar.

 

 

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2017-10/argentinos-vao-urnas-para-renovar-parte-da-camara-e-do-senado

EUA dizem não descartar conversas diretas com Coreia do Norte

Resultado de imagem para Trump
Foto: Internet

Tóquio / Nações Unidas – Os Estados Unidos não descartam a possibilidade eventual de conversas diretas com a Coreia do Norte, disse o vice-secretário de Estado norte-americano, John J. Sullivan, nesta terça-feira, horas depois de Pyongyang anunciar que uma guerra nuclear pode irromper a qualquer momento.

As conversas entre os dois adversários vêm sendo estimuladas especialmente pela China, mas Washington e seu aliado Japão vêm relutando em se sentar à mesa de negociação enquanto Pyongyang continuar em busca do objetivo de desenvolver um míssil com uma ogiva nuclear capaz de atingir o território continental norte-americano.

“Eventualmente, não descartamos, claro, a possibilidade de conversas diretas”, disse Sullivan em Tóquio antes de se reunir com seu homólogo japonês.

“Nosso foco está na diplomacia para resolver este problema apresentado pela RPDC (República Popular Democrática da Coreia, nome oficial do país). Devemos, porém, com nossos aliados, Japão e Coreia do Sul e outros, estar preparados para o pior, caso a diplomacia fracasse”.

A tensão aumentou na esteira de uma série de testes de armas da Coreia do Norte e uma sequência de pronunciamentos cada vez mais beligerantes do presidente dos EUA, Donald Trump, e do líder norte-coreano, Kim Jong Un.

Panfletos aparentemente da Coreia do Norte chamando Trump de “cachorro louco” e retratando imagens grotescas do norte-americano surgiram no centro de Seul, acrescentando um elemento anormalmente pessoal à propaganda norte-coreana.

“A situação na Península Coreana, onde a atenção do mundo todo está concentrada, chegou ao ponto do tudo ou nada, e uma guerra nuclear pode irromper a qualquer momento”, disse o vice-embaixador da Coreia do Norte na Organização das Nações Unidas (ONU), Kim In Ryong, a um comitê da Assembleia Geral da entidade na segunda-feira.

“Contanto que ninguém participe das ações militares dos EUA contra a RPDC, não temos intenção de usar ou ameaçar usar armas nucleares contra nenhum outro país”, disseram comentários preparados por Kim para a discussão sobre armas nucleares que o diplomata não chegou a ler em voz alta.

A Coreia do Sul e os EUA iniciaram exercícios navais conjuntos de uma semana de duração nas águas ao redor da Península Coreana na segunda-feira envolvendo 40 embarcações das duas forças armadas.

A mídia estatal norte-coreana disse nesta terça-feira que os “esforços desesperados” dos aliados para impedir o avanço de seu país só justificam que este continue desenvolvendo seu programa nuclear “até o fim”.

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/mundo/eua-dizem-nao-descartar-conversas-diretas-com-coreia-do-norte/

Passa de 300 o número de mortos no pior ataque terrorista da Somália

Resultado de imagem para Passa de 300 o número de mortos no pior ataque terrorista da Somália.

Passa de 300 o número de mortos no pior ataque terrorista da Somália. O país da África Oriental está em guerra civil há mais de 20 anos.

Foram dois ataques em sequência na capital da Somália. No mais mortal, um caminhão carregado de explosivos foi colocado em uma esquina movimentada do coração de Mogadísciopróximo a um caminhão de combustível, o que aumentou o poder de destruição.

Uma bola de fogo varreu quarteirões inteiros. A explosão atingiu hotéis, embaixadas, prédios do governo. Destruiu centenas de veículos.

A segunda explosão foi em um mercado. O ataque deixou centenas de feridos, muitos deles com queimaduras gravíssimas.

Os hospitais ficaram lotados, sem remédios ou estrutura para atender a todos. Cerca de 70 feridos graves foram transportados de avião para Turquia. A ONU chamou o atentado de revoltante e disse que está ajudando o governo somali.

Nenhum grupo terrorista reivindicou o ataque, mas o governo da Somália acusa o Al-Shabab pelo atentado. O grupo terrorista ligado à Al-Qaeda briga para dominar o país, que vive em uma guerra civil desde a década de 1990.

 

Fonte: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2017/10/passa-de-300-o-numero-de-mortos-no-pior-ataque-terrorista-da-somalia.html

Pyongyang diz que guerra nuclear é possível a qualquer hora

Resultado de imagem para pyongyang kim

O vice embaixador da Coreia do Norte na ONU afirma que nenhum país ficou sujeito a uma ameaça atômica americana por tanto tempo. No Japão, vice-chanceler dos EUA não descarta diálogo direto.O vice-embaixador da Coreia do Norte junto às Nações Unidas, Kim In-ryong, disse à ONU na segunda-feira (16/10) que a situação na península atingiu “um ponto muito arriscado” e que “uma guerra nuclear pode eclodir a qualquer momento”.

Kim In-ryong falou diante de um comitê de desarmamento da organização, afirmando que “a Coreia do Norte apoia a eliminação total de armas nucleares e os esforços de desnuclearização do mundo inteiro”, mas que o país não poderia assinar o Tratado de Banimento de Armas Nucleares devido a ameaças por parte dos Estados Unidos.

O diplomata acrescentou que “nenhum país do mundo foi sujeitado a uma ameaça nuclear tão extrema e direta pelos Estados Unidos por tanto tempo”.

Kim In-ryong também alertou que os EUA estariam ao alcance dos mísseis da Coreia do Norte: “Se os Estados Unidos ameaçarem invadir o nosso território sagrado – nem que seja por um milímetro – eles não escaparão de uma punição severa nossa em qualquer parte do globo.”

 

Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/pyongyang-diz-que-guerra-nuclear-e-possivel-a-qualquer-hora,9e38eebba63edbdbdbec7011e66e5e3axp9cy5nw.html

Bolsonaro cancela debate nos EUA e reforça pauta de segurança

bolsonaro – reprodução
Jair Bolsonaro: deputado cancelou sua participação em um debate na Universidade George Washington

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) cancelou o evento mais aguardado de sua turnê americana, um debate na respeitada Universidade George Washington, previsto para esta sexta-feira.

O organizador da conferência e diretor da Brazil Initiative da universidade, Mark Langevin, afirmou ter recebido um telefonema da equipe do pré-candidato à presidência nesta quinta-feira, afirmando que ele ficará em Nova York e não irá mais a Washington. Até o reitor da instituição deveria participar.

Para Langevin, a intenção do evento era que ele fosse confrontado por especialistas de uma forma como não vem sendo. “Bolsonaro está acostumado a falar para pessoas que já estão alinhadas com seu pensamento, tem driblado debates, e aqui ele será desafiado”, afirmou a EXAME na semana passada. Pois bem, não foi.

Nas apresentações feitas até aqui a investidores, ele não entrou em detalhes sobre economia e finanças, como certamente teria que fazer no evento desta sexta-feira. E reforçou a imagem de candidato não envolvido em escândalos.

“Há muita gente melhor do que eu. Mas no Brasil o pessoal está alvejado”, afirmou na quarta-feira na Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, em transcrição publicada pela Folha de S. Paulo.

Outro foco da viagem é a segurança. Bolsonaro visitou um stand de tiro em Miami logo no primeiro dia da viagem. Nesta sexta-feira, ele pode visitar o presídio de Rikers Island, o maior de Nova York.

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/bolsonaro-cancela-debate-nos-eua-e-reforca-pauta-de-seguranca/

Bolsonaro diz que Trump é seu exemplo

Nos EUA, Jair Bolsonaro também disse que pretende se aproximar de Trump para o bem de ambos os países – FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

“O Trump serve de exemplo para mim”, disse o pré-candidato à Presidência, deputado Jair Bolsonaro (PSC), que participa de eventos nos Estados Unidos durante esta semana. “Sei da distância minha para o Trump, mas, havendo possibilidade, pretendo me aproximar dele para o bem do Brasil e dos Estados Unidos. Serve para levar muitos exemplos daqui para o Brasil.”
Bolsonaro também se esforçou para espelhar a ideia de patriotismo do americano, dizendo que pretendia “botar a garotada para cantar o Hino Nacional” nas escolas do país e “pôr um ponto final na doutrinação e sexualização das crianças” do ensino público brasileiro.

Debaixo de chuva, Bolsonaro desceu do carro num estacionamento vazio em Boston, a segunda parada de sua turnê pelo país, e foi direto para um encontro com líderes evangélicos, que o esperavam de mãos dadas, para uma oração, num estúdio fotográfico em cima de uma barbearia de subúrbio. Não houve gritos de “mito”.

Muitos dos 60 pastores reunidos ali se diziam ex-militares e exigiram do deputado do PSC que mostrasse como criaria um governo “firme”.

Do Blog: Sou contra a ideia de bancada evangélica aqui e em qualquer parte do mundo. Jesus disse: ” Meu Reino não é deste mundo, e daqui Eu não sou.”

 

Fonte: http://www.jornalcruzeiro.com.br/materia/826639/bolsonaro-diz-que-trump-e-seu-exemplo

Mãe que se recusa a vacinar filha é presa; entenda a polêmica

Rebecca Bredow se recusou a cumprir ordem judicial para vacinar filho de nove anos
Rebecca Bredow se recusou a cumprir ordem judicial para vacinar filho de nove anos Foto: WXYZ

Uma mãe do Estado americano de Michigan foi condenada a sete dias de prisão depois de ter se recusado a cumprir uma ordem judicial para vacinar o filho.

Rebecca Bredown não queria que o menino, de nove anos, recebesse imunização, apesar de já ter concordado com o procedimento com o pai da criança, de quem é divorciada.

A lei de Michigan permite que pais não vacinem ou atrasem a vacinação dos filhos por crenças pessoais. O assunto tem causado polêmica; na Europa e nos Estados Unidos têm havido cada vez mais relatos de pais que optam por não vacinar seus filhos.

 

Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/mundo/mae-que-se-recusa-a-vacinar-filha-e-presa-entenda-a-polemica,411339c35b4adfe9fcfd767571de051e57qcuvgx.html

“Este é o melhor e o pior dos tempos”, diz Obama no Brasil

Da Época

Para o ex-presidente americano, o maior desafio atual é a reconstrução de renovação de arranjos políticos e sociais que permitam que a globalização beneficie a todos.

Resultado de imagem para obama em discurso no brasil
Foto: Internet

ex-presidente americano Barack Obama esteve nesta quinta-feira, dia 5 de outubro, em São Paulo. Ele foi o principal palestrante do Fórum Cidadão Global, organizado pelo jornal Valor Econômico, onde falou para lideranças empresariais brasileiras. Veja a seguir, os alguns dos principais trechos de seu discurso:

Desafios globais
“De algumas formas, este é o melhor dos tempos e o pior dos tempos. O mundo é mais próspero do que nunca, mas isso veio com uma desestruturação industrial e uma estagnação em muitas economias desenvolvidas que deixou muitos trabalhadores e comunidades acreditando que as perspectivas para elas e para seus filhos serão piores, em vez de melhores, no futuro. A questão que se coloca a todos, seja no Brasil ou nos Estados Unidos, na Ásia, na África é: temos a capacidade de reconstruir e renovar nossos arranjos políticos e sociais de forma que funcione para todos e não apenas para alguns?”

Desigualdade socioeconômica
“Temos que ter certeza de que essa nova economia funcione para todos os povos e nações. Eu acredito que o capitalismo e os mercados abertos são os maiores geradores de riqueza na história da humanidade. Elevaram o padrão de vida ao redor do mundo, gerando inovações e aumentando a produtividade. Mas também é verdade é que a globalização e a automação enfraqueceram a posição dos trabalhadores para garantir salários justos. Em um mundo onde apenas 1% controlam tanta riqueza quanto todo o resto, não veremos estabilidade política. Em cada país, temos que construir novos contratos sociais que deem a todas as nossa pessoas jovens a educação de que precisam. Que garantam um sistema de impostos que seja justo e que não permita que aqueles que se beneficiam dessa nova economia se esquivem de suas obrigações. Temos que modernizar nossa rede de seguridade social, porque ela não só cria estabilidade política, mas também dá suporte para que as pessoas possam arriscar sabendo que, se as coisas não saírem como esperado, ao menos terão o básico para sobreviver.”

Cooperação internacional
“Da mesma forma que lutamos para reduzir a desigualdade em nossos países, teremos que reduzir a distância entre nações ricas e pobres. A maior parte dos nossos grandes desafios demanda cooperação internacional. Tome a questão do aquecimento global. Nós acabamos de ver uma temporada de furacões devastadora. Nós nunca poderemos atribuir um furacão em particular às mudanças climáticas. Mas o que nós sabemos com certeza é que a tendência indica furacões mais fortes, temporadas de incêndios mais longas, mais inundações. É o nosso futuro se a temperatura ao redor do mundo continuar a crescer. Mas nenhum país será capaz de resolver esse problema sozinho. Teremos que trabalhar em conjunto para baixar as emissões de carbono a um nível que nos permita ganhar o tempo necessário para que sejam alcançados os avanços científicos e energéticos que resolverão esse problema de uma vez por todas.”

Ameaças globais
“Temos que reconhecer que, no cenário global, a maior ameaça não são as velhas disputas entre as grandes potências, como no passado. Mas, frequentemente, são os Estados falidos, redes terroristas ou o descontentamento em grandes populações que não tem oportunidades. O que isso significa é que não podemos resolver os problemas apenas com tanques e aviões. Eu estou muito orgulhoso de os Estados Unidos serem a maior potência militar no mundo. Isso é necessário, em alguns casos, para manter a paz. Mas além de mantermos nossa vantagem militar e tecnológica, temos também que manter aliança fortes ao redor do mundo. E para fazer isso, temos que entender que nossa segurança não depende apenas de equipamento militar. Depende também de uma diplomacia forte. E a força de nossa economia e de nossas ideias é igualmente importante para garantir a paz. É dessa forma que podemos criar um cenário de esperança, em vez de círuclos de medo e desespero que vemos crescer em tantas regiões do mundo.”

Diversidade e imigração
“Precisamos renovar nosso sentido e abertura a outras culturas e aos que parecem diferentes de nós. Minhas esperança é que, tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos, que têm uma história multirracial, vejamos isso como uma vantagem e não como uma fraqueza. As possibilidades de pessoas com trajetórias e experiêncais diferentes, todas contribuindo para uma nação avançar, é o futuro. Isso inclui estar aberto a imigrantes. Como a imigração acontece, faz diferença. Ela tem que ser ordenada. Vão haver algumas tensões. Por isso, temos que ser cuidadosos em relação a levas de imigração sem controle que possam levar a conflitos políticos. Mas temos que reconhecer que, nessa nova era, em que todos estão conectados, devemos dar a eles as boas vindas. O fluxo contínuo de novas ideias e o dinamismo econômico funciona. E deverísmo continuar abertos e lidar com refugiados de países devastados peloa guerra, em parte porque nossas próprias famílias, no Brasile  nos Estados Unidos, vêm desses países. E em parte porque estão fugindo de lugares onde são oprimidos.”

Tecnologia da informação
“Precisamos reconhecer como a tecnologia muda a forma como as pessoas consomem informação e que, o que achamos que era só para o bem, as vezes leva a danos e a tendências perversas em nossos países. Estamos mais conectados do que nunca, mas isso de certa forma torna mais fácil nos isolarmos em tribos, em bolhas, onde só ouvimos pessoas que pensam como nós e nunca confrontamos nossas próprias percepções das coisas, porque tudo que lemos e vemos é simplesmente o que um algoritmos nos disse que deveríamos ver. Nos tronamos tão seguros de nossas crenças que tendemos a descartar informações que não se encaixam em nossas opiniões, em vez de basearmos nossas opiniões em fatos e evidências. Isso significa que vamos ter que encontrar novas formas de cultivar o jornalismo independente. Temos que reagir às novas formas de propaganda que estão sendo turbinadas pelo cenário digital e teremos que trabalhar para ouvir as pessoas das quais discordamos, para que possamos encontrar pontos de apoio e o compromisso que a democracia requer.”

O que se sabe até agora e o que falta saber sobre o ataque em Las Vegas

Pelo menos 59 pessoas morreram e mais de 500 ficaram feridas no ataque do atirador Stephen Paddock na noite deste domingo (1º, madrugada de segunda no Brasil) contra uma multidão que estava em um festival de música country em Las Vegas.

Durante o dia, vários detalhes foram divulgados sobre o massacre, como, por exemplo, a identidade do atirador, mas outros pontos ainda estão por esclarecer.

Abaixo, veja o que se sabe e o que ainda não se sabe sobre o caso:

Qual foi a motivação do atirador para o ataque?

Isso permanece sem ser esclarecido. O homem de 64 anos era um contador aposentado sem histórico criminal no estado de Nevada, onde vivia atualmente. “Era um cara rico que jogava vídeo-pôquer em cruzeiros”, descreveu seu irmão Eric, acrescentando que Stephen jogava pôquer apostando US$ 100 por mão e podia comprar o que quisesse. De acordo com o familiar, ele teria ganhado dinheiro investindo em imóveis.

Eric afirmou que o atirador não tinha qualquer vínculo político ou religioso. “Nada. Nenhuma afiliação religiosa, política. Ele só saía para passear”, disse. “Era apenas um cara normal. Algo se rompeu nele, algo aconteceu”, sugeriu.

O pai de Paddock se chamava Patrick Benjamin Paddock, e era um ladrão de bancos que figurou na lista dos criminosos mais procurados pelo FBI de junho de 1969 até maio de 1977, de acordo com a CNN. Segundo Eric, seu pai morreu há alguns anos.

Click na foto!

Stephen Paddock, o atirador do ataque em Las Vegas, em foto não datada do arquivo de seu irmão, Eric (Foto: Arquivo pessoal/Eric Paddock via AP)

Leia mais no Link: https://g1.globo.com/mundo/noticia/o-que-se-sabe-ate-agora-sobre-o-ataque-em-las-vegas.ghtml

Tiroteio em Las Vegas deixa 50 mortos e 200 feridos

Resultado de imagem para Tiroteio em Las Vegas
Foto: AFP

Washington – Pelo menos 50 pessoas que assistiam a um show de música country foram mortas e cerca de duzentas ficaram feridas em um ataque a tiros indiscriminado registrado na noite do domingo (horário local, madrugada de segunda-feira em Brasília) em Las Vegas (EUA), informou o chefe da Polícia Metropolitana de Las Vegas, Joseph Lombardo.

O xerife informou em coletiva de imprensa sobre o número de vítimas e declarou que o suposto autor dos disparos foi abatido posteriormente pela Polícia em um hotel próximo ao local do fato.

O fato aconteceu no encerramento dos três dias do festival country Route 91 Harvest que acontecia ao ar livre perto do hotel Mandalay Bay, na zona sul da famosa avenida que concentra os principais hotéis e cassinos de Las Vegas.

Segundo Lombardo, o suspeito agiu sozinho e fez o seu ataque a partir do 32º andar do hotel Mandalay Bay, onde foi encontrado pela Polícia e abatido pelos agentes.

Sobre a sua identidade, Lombardo se limitou a dizer que se trata de um morador local, sem dar mais detalhes, e só confirmou que a polícia procura a acompanhante do agressor, que identificou como uma mulher asiática chamada Marilou Danley.

“Confirmamos que um suspeito foi abatido. Esta investigação continua”, tinha assegurado pouco antes na sua conta do Twitter a Polícia, informando que acreditava que o sujeito agiu sozinho, desmentindo informações anteriores da imprensa local que apontavam para dois possíveis agressores.

Pouco após os disparos, a Polícia ordenou o fechamento de uma ampla seção do sul do Boulevard Las Vegas, via principal da cidade e conhecida pela fila de hotéis e cassinos que há nele, bem como de várias ruas adjacentes da zona sul dessa avenida central.

“Estamos investigando relatos de um atirador ativo perto do Mandalay Bay Casino. Pedimos a todos que, por favor, evitem a área”, escreveu a Polícia Metropolitana de Las Vegas em sua conta do Twitter, alertando sobre o fato, ao mesmo tempo em que fechava as ruas da região.

Dezenas de viaturas da Polícia foram imediatamente enviadas para o local. As autoridades também acionaram uma equipe da SWAT para encontrar o autor.

O ataque aconteceu por volta das 22h de domingo (horário local, 1h de segunda-feira em Brasília) enquanto o cantor de música country Jason Aldean se apresentava no encerramento do festival.

Segundo testemunhas, nessa hora foram ouvidas longas rajadas de tiros efetuados possivelmente com um fuzil semiautomático, que provocaram o pânico entre o público e que continuaram inclusive depois que a banda parou de tocar.

Em alguns vídeos publicados nas redes sociais pode-se escutar rajadas de tiros, enquanto as pessoas correm apavoradas, perguntando-se o que está acontecendo ou abaixadas no chão se protegendo dos disparos.

Entre os mortos há policiais fora de serviço que assistiam ao show, segundo Lombardo, e se teme que entre os feridos haja mais agentes, porque tinham ido em grupo.

Os feridos foram levados em ambulâncias principalmente para o University Medical Center e para o Sunrise Hospital Medical Center, onde muitos deles se encontram em estado crítico.

Devido ao incidente, além do fechamento da zona sul da cidade e de uma estrada, vários voos com destino ao aeroporto internacional de Las Vegas foram desviados para outros terminais como medida de precaução.

 

Fonte:https://exame.abril.com.br/mundo/ataque-a-tiros-em-las-vegas-deixa-20-mortos-e-mais-de-100-feridos/

Nós vamos “consertar a bagunça” da Coreia do Norte, diz Trump

Resultado de imagem para Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou na tarde desta terça-feira que o país e seus aliados no Ocidente vão ajudar a “consertar a bagunça” que se tornou a Coreia do Norte, mas negou que tenha planos militares para resolver a situação.

“Uma intervenção militar não é primeira opção para Coreia do Norte. Isso poderia devastar o país”, disse o presidente americano, ao lado do primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, nos jardins da Casa Branca.

Rajoy também reforçou o tom pacífico e disse que a Espanha não “tem interesse que haja guerra em qualquer país do mundo”.

Trump disse a Rajou que os países que eles lideram enfrentam inimigos em comum, que seriam além da Coreia do Norte a Venezuela.

O presidente americano elogiou ainda a decisão da China de restringir o suprimento de petróleo e o acesso da Coreia do Norte ao mercado bancário.

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/mundo/nos-vamos-consertar-a-bagunca-da-coreia-do-norte-diz-trump/