Category: Futebol

Ídolo de ABC e América-RN, Dedé de Dora morre em Natal

Ídolo de ABC e América-RN, Dedé de Dora morre em Natal

Morreu na madrugada desta segunda-feira, em Natal, o ex-jogador Dedé de Dora, ídolo de ABC e América-RN. Ele tinha 56 anos e estava internado há vários dias em um hospital da capital potiguar e lutava contra um câncer no pulmão.

Com a sua canhota potente e seus passes quase sempre certeiros, ele foi campeão potiguar por ABC e América-RN nas décadas de 80 e 90. Mas foi no Alvinegro que o meia-atacante realizou o seu sonho de garoto. Revelado nos torneios de bairros de Currais Novos, onde nasceu como José Gomes de Medeiros, o filho da Dona Doralice – daí o apelido – estreou como profissional no time da cidade, distante 185 km de Natal, para depois brilhar no ABC.

Também teve passagem curta e marcante pelo Cruzeiro, além de levantar quatro taças pelo Mecão poucos anos depois. Uma torção no joelho direito chegou a interromper sua carreira nos gramados por mais de um ano e, no fim, foi um dos motivos que o levou a pendurar as chuteiras atuando pelo seu time do coração, em 1994.

Aos 28 anos, Felipe Moreira faz pausa no futebol e agora ataca de empresário

Parou?” Essa é uma pergunta muito forte e que não é fácil para uma pessoa que ama e respira o futebol responder. E em meio a muitos casos de atletas que encerraram precocemente a carreira, Felipe Moreira tenta não desanimar e garante que ainda tem lenha para queimar. Depois de rodar por alguns clubes, incluindo Alecrim, ABC e América-RN, o atacante, hoje com 28 anos, recebeu uma proposta de maneira inusitada – através de uma rede social – e decolou rumo à Europa para defender as cores do FK Kukësi, da Albânia. Após ganhar destaque no time do Sudeste europeu, passou a conviver com atrasos nos salários e problemas contratuais, que o moveram a voltar ao Brasil, em janeiro. O jogador é o segundo personagem da série “Desilusão Futebol Clube”, do Globo Esporte RNGloboEsporte.com (veja no vídeo acima a reportagem de Victor Lyra).

– Futebol sempre foi a minha prioridade, mas agora, de momento, diante das minhas responsabilidades, decidi movimentar a cabeça para outras oportunidades. A realidade do futebol é bem complicada. O dia a dia do futebol não se resume só ao jogo, à festa. Diante das circunstâncias, eu vinha no meu melhor momento, sem dúvida nenhuma, na Albânia, tanto profissional quanto financeiro. Mas, no final do contrato, acabei tendo problemas e decidi dar uma pausa e refletir melhor – disse.

Devido à instabilidade da carreira, resolveu investir o que ganhou ao longo dos anos como jogador e abrir um negócio. Há cerca de quatro meses, recebeu o convite de um amigo para ir aos Estados Unidos e, durante uma ida a Recife para tirar o visto americano, conheceu a ideia de empreendimento que o fez, de cara, topar o investimento. Conversou com o sócio, que pesquisou e aprovou a ideia, e assim lançaram em Natal um espaço voltado para estudos, que oferece aos “concurseiros” uma alternativa aos métodos convencionais e conta com uma estrutura com mais privacidade, conforto e sossego.

 Eu sempre pensei em algo paralelo, algo que, quando eu parasse, me desse uma sustentabilidade, um retorno. Agora estou bem feliz com esse negócio aqui em Natal, que é um centro de estudos e isso está me fazendo dar sequência na vida, mesmo tendo saudades diárias do futebol. Que seja uma boa oportunidade essa no ramo de empreendedor, mas com a mesma vontade que eu estava no futebol e que a empresa vá fluindo para que eu ganhe confiança, como era no futebol – conta o novo empresário.

  • “Não parei. Apenas dei um tempo”
Felipe Moreira defendeu o FK Kukesi, da Albânia, em 2016 (Foto: Reprodução/Facebook)
Felipe Moreira defendeu o FK Kukesi, da Albânia, em 2016 (Foto: Reprodução/Facebook)

Do G1RN

Flamengo 1-0 Botafogo: seguir em frente, ainda que doa

André Fabiano/Código19/Gazeta Press
Matheus Fernandes sofreu dura entrada; juiz sequer marcou falta

Não foi dessa vez que cumprimos a missão de vingar 1999 na Copa do Brasil. O que parecia ser a caminhada dos sonhos rumo à glória nacional acabou se tornando um pesadelo de mais uma eliminação para o maior rival.

A verdade é que faltou futebol – dos dois lados, diga-se de passagem. Nos dois jogos, as duas equipes deixaram a desejar. Mas o Botafogo recuou demais, atacou de menos e viu o Flamengo ensaiar uma pressão; o suficiente para, em lance de plástica e sorte de Berrío, encontrar o único gol do confronto semifinal. A partir dali, o Alvinegro se perdeu de vez e não houve forças nem para tentar um improvável empate.

Apesar de não termos o elenco mais badalado e os cofres mais cheios, tínhamos mais brio e melhor desempenho. As classificações épicas e as vitórias gigantes nos deixaram mal acostumados e despreparados para o choque entre expectativa e realidade. Se ninguém no Brasil merecia mais um título do que nós, também é correto afirmar que, ao menos no papel, somos azarões e chegamos mais longe do que poderíamos imaginar lá em janeiro.

Dói, é claro que dói. Dói porque sentimos que merecíamos mais, que podíamos mais; dói porque esse grupo não merece voltar de cabeça baixa para o vestiário, porque essa torcida não merece as lágrimas de uma eliminação tão cruel. Dói porque esse time do Botafogo foi forjado para glórias, não para fracassos.

E é por isso que precisamos permanecer de cabeça erguida: o ano ainda não acabou. Ninguém disse que seria fácil, e o caminho ainda está ali, chamando, a apenas alguns passos da felicidade. Seis, para ser mais preciso. A Copa do Brasil acabou para nós, mas a Libertadores está mais viva do que nunca.

Não podemos permitir que essa derrota nos abale. Honrando nossas cores e fazendo valer nossas músicas, o apoio precisa ser incondicional daqui até o final. Precisamos seguir em frente, ainda que doa muito essa eliminação. Usemos o golpe, então, como combustível. A América nos espera sorrindo.

 

Fonte:http://espnfc.espn.uol.com.br/botafogo/preto-no-branco/16181-flamengo-1-0-botafogo-seguir-em-frente-ainda-que-doa

Opinião: o ano já “acabou”, e o Palmeiras não estreou; Cuca precisa ser cobrado

Cuca, técnico do Palmeiras, durante o jogo contra o Vasco, em Volta Redonda (Foto: André Durão)
Cuca, técnico do Palmeiras, durante o jogo contra o Vasco, em Volta Redonda (Foto: André Durão)

A Libertadores era a obsessão do Palmeiras, e o time perdeu para o Barcelona de Guayaquil nos pênaltis, mas jogando mal, correndo sério risco de ser eliminado ainda no tempo normal. Como o próprio Cuca falou, a dor dessa frustração ainda é forte e influenciou diretamente no empate com o Vasco em 1 a 1 neste domingo, em Volta Redonda. Mas é preciso seguir em frente. Não pode deixar essa dor demorar a passar.

Estamos no meio de agosto, e o ano já acabou para o Palmeiras. Eliminado no Paulistão, na Copa do Brasil e na Libertadores, o time fatalmente terminará 2017 sem levantar um troféu, já que está a 14 pontos do líder Corinthians, que tem um jogo a menos e não dá mostras nenhuma de que vá despencar. Acontece. Ser campeão não é o usual, é a exceção.

E não se trata aqui de cobrar pelo menos um título de todos os times da Série A, independentemente se o clube é rico ou não. Trata-se de cobrar futebol.

Leia mais no Link: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/palmeiras/noticia/opiniao-o-ano-ja-acabou-e-o-palmeiras-nao-estreou-cuca-precisa-ser-cobrado.ghtml

Neymar chega ao PSG, pede estreia no sábado e diz que não busca protagonismo

Resultado de imagem para neymar
Foto: (Lionel Bonaventure/AFP)

Após quatro anos de sucesso no Barcelona, Neymar já está em sua nova casa. O atacante foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira como jogador do Paris Saint-Germain e concedeu a primeira entrevista coletiva como atleta do clube, ao lado do dono da equipe, xeque Nasser Al-Khelaifi. O evento ocorreu na sala de imprensa do estádio Parc des Princes – onde o brasileiro terá seu primeiro contato com os torcedores neste sábado, antes do duelo entre o PSG e o Amiens, na estreia no Campeonato Francês. Neymar, inclusive, se colocou à disposição para entrar em campo na partida, dizendo que é “fominha”. O SporTV transmite o jogo ao vivo, às 12h15 (de Brasília), e o GloboEsporte.com acompanha em Tempo Real, com vídeos.

– Por que não amanhã? – disse, sorrindo.

A apresentação começou com muitos elogios do presidente, que chamou o astro de “melhor do mundo”. Neymar agradeceu e, na sequência, apontou que a busca pelo protagonismo – razão apontada pela imprensa mundial como a principal para a troca – não foi o que o levou a deixar o Barcelona de Messi e rumar para o Paris Saint-Germain. Incisivo, o astro afirmou que queria um novo desafio para a sua carreira.

– Não influenciou absolutamente em nada (o protagonismo). Meu desejo de vir ao Paris foi por querer um novo desafio, buscar algo diferente. Não é porque eu estava me sentindo incomodado lá, por protagonismo… Isso nunca busquei na minha vida, é totalmente relativo. É diferente falar de protagonismo, não é isso que quero, que eu vim buscar. Vim buscar algo novo, um desafio. Vim buscar os títulos que essa torcida e esse clube merecem. Vim atrás de novos títulos, desafios. Sou movido a isso, querer desafios, algo maior, estar sempre me superando. E por isso estou aqui – resumiu o novo camisa 10 do PSG.

Continuar lendo no Link http://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-frances/noticia/neymar-e-apresentado-no-psg.ghtml

ABC segura o Globo FC no Frasqueirão e conquista o 54º título do Campeonato Potiguar

RESUMÃO DO GLOBO ESPORTE

  • O JOGO“ALÔ DEUS, A FRASQUEIRA AGRADECE!”O ABC superou o Globo FC na tarde/noite desta segunda-feira, data em que se comemora o Dia do Trabalhador, e com um empate sem gols no Estádio Frasqueirão, conquistou o 54º título do Campeonato Potiguar. Com a vantagem obtida no primeiro jogo, quando venceu por 1 a 0 no último sábado, o Mais Querido levantou o troféu e enlouqueceu a torcida do Frasqueira. É o primeiro campeão estadual desta temporada.

  • DESTAQUEÀ FLOR DA PELEO clima entre ABC e Globo FC se mostrou tenso desde o início do jogo. Com muitas faltas e provocações das duas equipes, o árbitro Caio Max teve muito trabalho em campo e “distribuiu” sete cartões amarelos e dois vermelhos para o lateral-direito Ângelo, do Globo FC, e Echeverría, do ABC.

  • DESTAQUEMUITO TRABALHO!Com um jogo muito travado, os destaques da partida foram os goleiros Edson, do ABC, Rafael, do Globo FC. Os jogadores tiveram muito trabalho em campo e seguraram as diversas tentativas dos atacantes adversários. Rafael recebeu atendimento médico da comissão da Águia diversas vezes, mas seguiu em campo.

  • DESTAQUEO PRIMEIRO TEMPOEm casa e com o apoio da massa alvinegra, o ABC dominou o primeiro tempo e teve grandes oportunidades para abrir o placar no Estádio Frasqueirão. As tentativas aconteceram com Echeverría, em uma falta que tocou na rede pelo lado de fora, e Felipe Guedes, que entrou sozinho na área e só foi parado pelo goleiro Rafael. Em outra boa jogada, Erivélton fez o cruzamento em busca de Nando, mas Rafael fez outra bela intervenção e tirou a bola da cabeça do centroavante alvinegro. Sem força ofensiva, o Globo FC se segurou como pôde, sob os gritos do técnico Luizinho Lopes. Do outro lado, a experiência de Geninho acalmou os jogadores abecedistas com instruções durante a partida.

  • DESTAQUEO SEGUNDO TEMPONa etapa final, a pressão mudou de lado e o Globo FC voltou mais ligado para o campo. Bismarck mandou um forte chute, em jogada pela esquerda, e obrigou Edson a fazer uma boa defesa. A resposta alvinegra foi com o meia Gegê, que acertou uma pancada em uma cobrança de falta, defendida de soco por Rafael. Com o passar do tempo, os jogadores do Mais Querido começaram a cadenciar o jogo, por jogarem com a vantagem do empate, enquanto o Globo FC apostou na velocidade de Romarinho, que deu muito trabalho à defesa adversária em tentativas pelas laterais. No fim da partida, o lateral-direito Ângelo, da Águia, e o meia Echeverría, do Alvinegro, se desentenderam e acabaram expulsos. Com a confusão, houve uma forte discussão entre os jogadores e o árbitro Caio Max consultou os assistentes para realizar as expulsões. Próximo do fim do jogo, os treinadores fizeram algumas substituições para mudar o resultado, mas a partida acabou empatada e com o título do ABC, o 54º troféu estadual do Mais Querido, o maior vencedor regional do país.

  • DESTAQUEPÚBLICO E RENDAA decisão entre ABC e Globo FC teve o maior público desta edição do Campeonato Potiguar. Com o feriado em homenagem ao Dia do Trabalhador, 12.210 espectadores estiveram no Estádio Frasqueirão (7.970 pagantes / 3.872 sócios / 368 não pagantes). A renda do jogo foi de R$ 186.715,00.

Fonte:http://globoesporte.globo.com/rn/futebol/campeonato-potiguar/jogo/01-05-2017/abc-globo-fc/

Comoção, luto e aplausos: Gil volta a Nova Cruz para seguir na eternidade

RN - velório Gil Chapecoense Nova Cruz (Foto: Andrea Tavares/GloboEsporte.com)
Segundo a PM, mais de 10 mil pessoas estiveram no velório e enterro de Gil (Foto: Andrea Tavares/GloboEsporte.com)

Comoção, luto e aplausos. A cidade de Nova Cruz, distante a 93 Km de Natal, viveu um dia de luto. O velório e o sepultamento do volante Gil, que morreu no trágico acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, a caminho de Medellín, na Colômbia, causou um clima de consternação nos moradores da pequena cidade do interior do Rio Grande do Norte. Amigos, familiares, ex-companheiros de clubes pelos quais Gil jogou e uma multidão estiveram no ginásio Giovanna de Azevedo Targino para dar o último adeus e homenagear o jogador, que aos 29 anos, deixa mulher e duas filhas, um de cinco e outra de três anos.

O dia foi de expectativa para a chegada do corpo de Gil. Em voo comercial, o desembarque em Natal aconteceu por volta das 13h30. Do Aeroporto Internacional Aluízio Alves, o cortejo partiu para Nova Cruz. Quase quatro horas, uma multidão aos prantos estava aguardando o ex-jogador. A família foi a primeira a entrar no ginásio e ficou em profundo choro por cerca de uma hora. Logo depois, os portões foram abertos para a comoção da população novacruzense.

Às 19h, o corpo foi retirado do ginásio municipal e levado em cortejo fúnebre em um carro do Corpo de Bombeiros. A emoção tomou conta da cidade, que lavou as ruas até o cemitério público com as lágrimas de dor pela perda do filho mais ilustre.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/rn/noticia/2016/12/comocao-luto-e-aplausos-gil-volta-nova-cruz-para-seguir-na-eternidade.html

 

Brasil arrasa Bolívia com 5 x 0

Crédito da Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Crédito da Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O técnico Tite venceu sua terceira partida consecutiva no comando da Seleção durante a noite desta quinta-feira. Na Arena das Dunas, pelas Eliminatórias Sul-Americanas à Copa do Mundo 2018, o Brasil goleou a Bolívia por 5 a 0 em uma atuação inspirada de Neymar.

Com 18 pontos ganhos, um a menos que o Uruguai, a Seleção encerra o primeiro turno no segundo lugar. Às 21h30 (de Brasília) de terça-feira, em Mérida, o Brasil enfrenta a lanterna Venezuela. Já a Bolívia, penúltima com sete pontos, pega o Equador às 17 horas do mesmo dia, em La Paz.

O atacante Neymar brilhou durante a partida disputada em Natal e, além de anotar o primeiro, deu as assistências para os gols de Filipe Luís e Gabriel Jesus. Philippe Coutinho e Roberto Firmino, substituto do palmeirense, também marcaram na Arena das Dunas.

Fonte: Portal Terra

Com um a menos, ASA arranca empate com ABC no fim e os dois se classificam

major_3

Um jogo para arrebentar os nervos do torcedor foi disputado neste domingo no Frasqueirão, em Natal. Jogando fora de casa, o ASA teve o lateral-esquerdo Igor expulso no segundo tempo, mas não se entregou e arrancou um empate por 2 a 2 com o ABC. O paraguaio Echeverria marcou os dois para o time de Natal, com Rafael e Reinaldo deixando tudo igual. O ABC se classificou em segundo lugar no Grupo A da Série C, e o ASA ficou em quarto, salvo pelo gol de Reinaldo aos 43 minutos do segundo tempo. Na próxima fase, quem passar pelo mata-mata, vai subir para a Série B do Brasileiro. Torcidas já estão mobilizadas.

CLASSIFICAÇÃO

O ABC encerrou a primeira fase da Série C na segunda colocação do Grupo A, com 30 pontos. Não foi líder porque perdeu para o Fortaleza no critério de gols marcados (26 x 24).  As campanhas foram quase iguias. Com 26 pontos, o ASA ficou na quarta posição.

http://globoesporte.globo.com/

 

A segunda divisão do Campeonato Potiguar começa neste final de semana

futebol-250x187

A Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) organizará, a partir deste sábado (10), mais um Campeonato Potiguar da Segunda Divisão. Cinco equipes disputarão o certame desse ano, que novamente dá vaga para o primeiro escalão do futebol potiguar em 2017.

As primeiras partidas do torneio serão disputadas neste sábado (10), às 15h. Em Ceará Mirim, no Estádio Barrettão, o Clube Atlético Potengi receberá o Visão Celeste com arbitragem de Carlos Alberto de Berto. Rômulo Bruno Campos e Gilvânia Dantas da Silva. No Nazarenão, jogam Clube Atlético Potiguar e Santa Cruz, com o comando de Tarcisio Flores da Silva, auxiliado por George Ítalo Antas Nogueira e Pedro Sanderson Sabino da Silva.

O Força e Luz é o outro clube que disputará a segundona, porém folgará nesta primeira rodada e estreará só no próximo sábado (17), em duelo contra o Atlético Potengi. O clube de Parnamirim é o único dos cinco clubes que conseguiu o título da competição, no ano de 2014.

De Robson Pires

Cuiabá vence América-RN na Arena das Dunas e ainda sonha com vaga

img_1788
América-RN x Cuiabá Henal (Foto: Canindé Pereira/Divulgação)

O Cuiabá tratou de esquecer a eliminação na Copa Sul-Americana, venceu o América-RN por 1 a 0, neste domingo, e voltou a sonhar com chances de classificação. A partida contou com bom público na Arena das Dunas, em Natal, pela 16ª rodada da Série C do Brasileiro. O único gol da partida foi marcado por Dakson ainda no primeiro tempo da partida que foi truncada, com confusão entre os times e que teve os dois treinadores expulsos pela arbitragem – Francisco Diá, do Mecão, e Roberto Fonseca, do Dourado.

Na próxima rodada, o América-RN enfrenta o Confiança, sábado, às 16h, na Arena das Dunas. O Cuiabá recebe o ABC-RN, domingo, às 16h, na Arena Pantanal. Com o resultado, o Cuiabá passou o América-RN na tabela de classificação – agora o Dourado tem 20 pontos, em 6º lugar. O time potiguar tem 19 pontos, em 7º lugar. Restam duas rodadas para o fim da primeira fase. Os quatro melhores garantem a vaga nas quartas de final.

Com promoção da diretoria, a torcida do Mecão respondeu e levou cerca de 13 mil torcedores ao estádio. A partida foi dividida em dois tempos, literalmente. Na primeira, o Cuiabá dominou e abriu o placar aos 20 minutos com Dakson, aproveitando cruzamento. Na segunda etapa, só deu América-RN, que parou em tarde inspirada do goleiro Henal. Nos acréscimos, Romarinho ainda acertou a trave do Cuiabá. Foi a primeira vitória do Cuiabá fora de casa nesta Série C – o time mato-grossense chegou a marca de seis jogos sem perder na competição.

Do G1RN

Medalha inédita eterniza geração e reaproxima Seleção Brasileira e torcedores

image

Do Hoje Em Dia – Um dia para entrar para a história do futebol brasileiro. Assim pode ser definido o sábado, 20 de agosto de 2016. Num jogo de testar o coração de milhões de pessoas, não faltaram emoção e comemoração com gostinho de primeira vez. A vitória, nos pênaltis, foi apenas um tempero a mais na suada medalha de ouro da Seleção brasileira nos Jogos Olímpicos.

A conquista dos “meninos do Micale”, ou dos “amigos de Neymar”, se soar melhor, começou bem antes de a bola rolar. Apesar de engasgados com o 7 a 1 na semifinal da Copa do Mundo 2014, os anfitriões abriram a porta de casa e recepcionaram com educação e cordialidade os incômodos visitantes.

Do lado de fora do Maracanã, o movimento começou há três horas do apito inicial. Com os portões sendo abertos às 14h30, muita gente aproveitou para escolher o lugar da sorte e aproveitar todos os segundos da festa que estava por vir.

Enquanto o camisa 10 da Seleção não entrava em campo para mostrar todo o arsenal de dribles e jogadas, malabaristas e cantores anônimos é que ditavam o ritmo das comemorações no entorno do palco das cerimônias de abertura e fechamento da Olimpíada em terras brasileiras.

Quando a bola rolou, o grito de “o campeão voltou” agitou os quase 70 mil presentes ao estádio e empurrou o trio Luan, Gabriel Jesus e Gabigol para cima da defesa alemã. Em resposta, os europeus exploravam os contra-ataques e, com muito perigo, assustavam os donos da casa, salvos três vezes pelo travessão.

Quando o gol brasileiro pintou, numa cobrança de falta magistral de Neymar, parecia que o roteiro escrito não envolveria drama e superação. Mas não foi bem assim. Segurando as pontas até o início do segundo tempo, os brasileiros bobearam e acabaram cedendo o empate. Porém, nada que diminuísse o incentivo de quem vestiu verde e amarelo neste sábado.

Ansiedade
Os ponteiros do relógio passavam rapidamente – pelo menos na visão de quem sofria com a partida – e o tempo normal se esgotou. Demonstrando certeza de que no final tudo sairia bem, os brasileiros aplaudiram a equipe e novamente ecoaram aquele grito sobre a volta do campeão. Foi assim também nos 30 minutos seguintes.

Quando o árbitro indicou o fim da partida, o medo de uma derrota nos pênaltis ficou guardado dentro de cada torcedor. Como fizera desde o primeiro</CS> toque na bola, o brasileiro apoiou e deu confiança aos jogadores. E veio a recompensa.

Quando finalmente veio a confirmação da inédita medalha, cada um comemorou do seu jeito. Em campo, a tradicional volta olímpica, as selfies e a oração no círculo central marcaram a festa de atletas e comissão técnica.

No Japão, em 2020, e nas outras edições da Olimpíada, o caminho para o ouro não será mais uma terra desconhecida do futebol brasileiro.

Com novos rostos e numa nova era, o time canarinho entrará em campo com outro desafio: defender a tão sonhada primeira colocação.

Ficha do Jogo

Brasil 1 (5)
Weverton; Zeca, Marquinhos, Rodrigo Caio e Douglas Santos; Walace, Renato Augusto, Luan e Gabriel Jesus (Rafinha); Neymar e Gabriel (Felipe Anderson). Técnico: Rogério Micale

Alemanha 1 (4)
Horn; Klostermann, Ginter e Suele; S. Bender, Toljan, Meyer, Brandt, Gnabry e L. Bender (Promel); Selke (Petersen)
Técnico: Horst Hrubesch

Gols: Neymar, aos 27 minutos do primeiro tempo; Meyer, aos 14 minutos do segundo tempo.
Árbitro: Alireza Faghani (Irã).
Cartões amarelos: Zeca e Gabriel (Brasil), Selke, Sven Bender, Suele e Prome (Alemanha).

Pênaltis:
BRASIL (5) – Renato Augusto, Marquinhos, Rafinha, Luan e Neymar).
ALEMANHA (4) – Ginter, Gnabry, Brandt, Suele

Palmeiras sofre empate do Santos e tropeça pela 1ª vez em casa no Brasileiro

BBugU5S.img

Até esta terça-feira, o Palmeiras tinha sete vitórias em sete jogos como mandante no Campeonato Brasileiro. Porém, o retrospecto terminou diante do Santos. No Allianz Parque, os donos da casa até abriram o placar com Mina, mas viram o rival alvinegro empatar com um gol meio sem querer de Gabriel para decretar o placar final de 1 a 1.

BBuh3BM.img
Mina comemorou com dança após ter aberto o placar no clássico

O time alviverde abriu o placar logo aos seis minutos do primeiro tempo. Dudu cobrou escanteio para dentro da área, Mina subiu mais que a zaga santista e escorou de cabeça para marcar seu primeiro gol com a camisa do clube. Na comemoração, o zagueiro colombiano fez até uma dancinha inusitada.

Já no segundo tempo, veio o empate do Santos. Aos 10 minutos, Gabriel recebeu de Rodrigão, limpou a marcação e arriscou de longe. A bola desviou em Vitor Hugo e tirou qualquer chance de Fernando Prass defender.

Desfalques

O Palmeiras entrou em campo com desfalques. Gabriel Jesus, Roger Guedes e Thiago Santos cumpriram suspensão pelo terceiro cartão amarelo e não entraram em campo. Por outro lado, Tchê Tchê e Moisés foram escalados após realizarem um teste antes do jogo desta terça – ambos sofreram lesão na vitória por 3 a 1 contra o Sport, na semana passada.

Os dois foram titulares contra o Santos, mas Moisés voltou a se queixar de dores e acabou substituído ainda aos 12 minutos do primeiro tempo. O substituto foi Arouca, que retornou aos gramados após se recuperar de uma artroscopia no joelho esquerdo no início de junho.

Outro problema na partida desta terça foi Mina. O defensor, que tinha feito o gol palmeirense, sentiu a coxa nos minutos finais da etapa inicial e deu lugar a Edu Dracena.

Por fim, o clássico também marcou a reestreia de Leandro Pereira. O atacante, que voltou ao Palmeiras emprestado do Brugge, da Bélgica, entrou na etapa final no lugar de Lucas Barrios.

Tabela

O empate leva o Palmeiras aos 29 pontos, ainda na liderança do Campeonato Brasileiro, mas apenas um ponto à frente do vice-líder Corinthians. Já o Santos chega aos 23 e retorna ao G-4 do Brasileirão, na quarta colocação.

Recorde de público

Apesar do empate, o jogo contra o Santos bateu o recorde de público no Allianz Parque. Ao todo, 40.035 pessoas acompanharam o clássico desta terça-feira.

Na sequência

Na 15ª rodada do Brasileiro, o time alviverde visita o Internacional, no Beira-Rio, no próximo domingo. Um dia antes, no sábado, o clube alvinegro recebe a Ponte Preta na Vila Belmiro.

 Gazeta Press Gabriel fez o gol de empate no Allianz Parque
Gazeta Press Gabriel fez o gol de empate no Allianz Parque

Cascata acusa América de sustar cheque com pagamento de salário

CascataFrankieMarconeNominuto

O meio campista Cascata, ex-América, utilizou as redes sociais na manhã desta quarta-feira (22) para acusar o clube de sustar um cheque que seria utilizado para cumprir o pagamento de salário. Segundo o atleta, ficou acordado com a equipe alvirrubra que o dinheiro seria pago no dia 10 de maio e 15 deste mês.

Apesar do acordo, o atleta explicou que chegou a abrir mão de alguns direitos trabalhistas e revelou que o cheque repassado foi sustado pelo clube. “Mesmo diante de abrir mão disso, eu fui surpreendido com essa situação, que todo mundo que trabalha sabe, não é nada confortável”, desabafou o jogador.

A equipe do portal Nominuto.com tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa do clube, mas não fomos atendidos até o fechamento desta matéria.

Confira na íntegra a postagem do atleta

Bom dia pessoal!

Como vocês sabem, deixei o América há cerca de um mês, sendo que com um salário para receber.

Em negociação com o clube, decidimos que o salário que deveria ser pago no dia 10 de maio, seria recebido em duas parcelas, sendo a primeira a primeira para o dia 15 do atual mês e a segunda parcela para o mês de julho.

No entanto, o que ocorreu foi que o primeiro cheque foi sustado pelo clube, mesmo após eu abrir mão de alguns direitos como trabalhador, também aceitando as condições propostas pelo América, acabo me deparando com essa situação, que todo mundo, que trabalha, sabe, não é nada confortável.

Nominuto.com

ABC perde para o Botafogo por 2 a 0 e sai do G4 do grupo A

b86894eabb5193d980339d680f3b2ee1-e1454021395706

O ABC perdeu para o Botafogo por 2 a 0 na tarde deste domingo (5) no estádio Almeidão, em jogo válido pela 3ª rodada da fase de grupos do Campeonato Brasileiro da Série C. Após sofrer um gol no início da partida, o alvinegro não conseguiu reagir e acabou sendo derrotado pelo adversário. Os gols da partida foram marcados por Danielzinho e Warley, aos sete minutos do primeiro tempo e quarenta e um da etapa complementar.

Com o resultado, o ABC permanece com três pontos e cai para sétima colocação na tabela. Enquanto isso, o Botafogo chega aos seis e alcança o segundo lugar do grupo A, com a mesma pontuação do líder América, mas perdendo para o alvirrubro nos critérios de desempate.

No próximo sábado (11), as duas equipes voltam a jogar pela Série C. Às 18h, o Botafogo enfrenta o Remo, no estádio Mangueirão, em Belém. Um pouco depois, às 19h, o ABC recebe o Confiança, no estádio Frasqueirão.

Ficha Técnica

Campeonato Brasileiro Série C

Local: Almeidão (João Pessoa)

Horário:16h

Botafogo (PB) 2 x 0 ABC

Gols: Danielzinho e Warley.

Árbitro: João Batista de Arruda (CBF-RJ).

Assistentes: Maxwell Rocha da Silva (CBF-AL) e Lennon Mccatney Farias (CBF-AL). Quarto árbitro: Renan Roberto de Souza (CBF-PB).