Category: Esporte

Ídolo de ABC e América-RN, Dedé de Dora morre em Natal

Ídolo de ABC e América-RN, Dedé de Dora morre em Natal

Morreu na madrugada desta segunda-feira, em Natal, o ex-jogador Dedé de Dora, ídolo de ABC e América-RN. Ele tinha 56 anos e estava internado há vários dias em um hospital da capital potiguar e lutava contra um câncer no pulmão.

Com a sua canhota potente e seus passes quase sempre certeiros, ele foi campeão potiguar por ABC e América-RN nas décadas de 80 e 90. Mas foi no Alvinegro que o meia-atacante realizou o seu sonho de garoto. Revelado nos torneios de bairros de Currais Novos, onde nasceu como José Gomes de Medeiros, o filho da Dona Doralice – daí o apelido – estreou como profissional no time da cidade, distante 185 km de Natal, para depois brilhar no ABC.

Também teve passagem curta e marcante pelo Cruzeiro, além de levantar quatro taças pelo Mecão poucos anos depois. Uma torção no joelho direito chegou a interromper sua carreira nos gramados por mais de um ano e, no fim, foi um dos motivos que o levou a pendurar as chuteiras atuando pelo seu time do coração, em 1994.

Aos 28 anos, Felipe Moreira faz pausa no futebol e agora ataca de empresário

Parou?” Essa é uma pergunta muito forte e que não é fácil para uma pessoa que ama e respira o futebol responder. E em meio a muitos casos de atletas que encerraram precocemente a carreira, Felipe Moreira tenta não desanimar e garante que ainda tem lenha para queimar. Depois de rodar por alguns clubes, incluindo Alecrim, ABC e América-RN, o atacante, hoje com 28 anos, recebeu uma proposta de maneira inusitada – através de uma rede social – e decolou rumo à Europa para defender as cores do FK Kukësi, da Albânia. Após ganhar destaque no time do Sudeste europeu, passou a conviver com atrasos nos salários e problemas contratuais, que o moveram a voltar ao Brasil, em janeiro. O jogador é o segundo personagem da série “Desilusão Futebol Clube”, do Globo Esporte RNGloboEsporte.com (veja no vídeo acima a reportagem de Victor Lyra).

– Futebol sempre foi a minha prioridade, mas agora, de momento, diante das minhas responsabilidades, decidi movimentar a cabeça para outras oportunidades. A realidade do futebol é bem complicada. O dia a dia do futebol não se resume só ao jogo, à festa. Diante das circunstâncias, eu vinha no meu melhor momento, sem dúvida nenhuma, na Albânia, tanto profissional quanto financeiro. Mas, no final do contrato, acabei tendo problemas e decidi dar uma pausa e refletir melhor – disse.

Devido à instabilidade da carreira, resolveu investir o que ganhou ao longo dos anos como jogador e abrir um negócio. Há cerca de quatro meses, recebeu o convite de um amigo para ir aos Estados Unidos e, durante uma ida a Recife para tirar o visto americano, conheceu a ideia de empreendimento que o fez, de cara, topar o investimento. Conversou com o sócio, que pesquisou e aprovou a ideia, e assim lançaram em Natal um espaço voltado para estudos, que oferece aos “concurseiros” uma alternativa aos métodos convencionais e conta com uma estrutura com mais privacidade, conforto e sossego.

 Eu sempre pensei em algo paralelo, algo que, quando eu parasse, me desse uma sustentabilidade, um retorno. Agora estou bem feliz com esse negócio aqui em Natal, que é um centro de estudos e isso está me fazendo dar sequência na vida, mesmo tendo saudades diárias do futebol. Que seja uma boa oportunidade essa no ramo de empreendedor, mas com a mesma vontade que eu estava no futebol e que a empresa vá fluindo para que eu ganhe confiança, como era no futebol – conta o novo empresário.

  • “Não parei. Apenas dei um tempo”
Felipe Moreira defendeu o FK Kukesi, da Albânia, em 2016 (Foto: Reprodução/Facebook)
Felipe Moreira defendeu o FK Kukesi, da Albânia, em 2016 (Foto: Reprodução/Facebook)

Do G1RN

Flamengo 1-0 Botafogo: seguir em frente, ainda que doa

André Fabiano/Código19/Gazeta Press
Matheus Fernandes sofreu dura entrada; juiz sequer marcou falta

Não foi dessa vez que cumprimos a missão de vingar 1999 na Copa do Brasil. O que parecia ser a caminhada dos sonhos rumo à glória nacional acabou se tornando um pesadelo de mais uma eliminação para o maior rival.

A verdade é que faltou futebol – dos dois lados, diga-se de passagem. Nos dois jogos, as duas equipes deixaram a desejar. Mas o Botafogo recuou demais, atacou de menos e viu o Flamengo ensaiar uma pressão; o suficiente para, em lance de plástica e sorte de Berrío, encontrar o único gol do confronto semifinal. A partir dali, o Alvinegro se perdeu de vez e não houve forças nem para tentar um improvável empate.

Apesar de não termos o elenco mais badalado e os cofres mais cheios, tínhamos mais brio e melhor desempenho. As classificações épicas e as vitórias gigantes nos deixaram mal acostumados e despreparados para o choque entre expectativa e realidade. Se ninguém no Brasil merecia mais um título do que nós, também é correto afirmar que, ao menos no papel, somos azarões e chegamos mais longe do que poderíamos imaginar lá em janeiro.

Dói, é claro que dói. Dói porque sentimos que merecíamos mais, que podíamos mais; dói porque esse grupo não merece voltar de cabeça baixa para o vestiário, porque essa torcida não merece as lágrimas de uma eliminação tão cruel. Dói porque esse time do Botafogo foi forjado para glórias, não para fracassos.

E é por isso que precisamos permanecer de cabeça erguida: o ano ainda não acabou. Ninguém disse que seria fácil, e o caminho ainda está ali, chamando, a apenas alguns passos da felicidade. Seis, para ser mais preciso. A Copa do Brasil acabou para nós, mas a Libertadores está mais viva do que nunca.

Não podemos permitir que essa derrota nos abale. Honrando nossas cores e fazendo valer nossas músicas, o apoio precisa ser incondicional daqui até o final. Precisamos seguir em frente, ainda que doa muito essa eliminação. Usemos o golpe, então, como combustível. A América nos espera sorrindo.

 

Fonte:http://espnfc.espn.uol.com.br/botafogo/preto-no-branco/16181-flamengo-1-0-botafogo-seguir-em-frente-ainda-que-doa

Garoto deficiente de Mãe Luíza precisa de ajuda para praticar esporte radical

Almas boas um rapazinho de 06 anos, Davi Lima, de Mãe Luiza, com deficiência, pede gentilmente doação de uma prancha de surf (pode ser usada) para que possa utilizar e participar de um campeonato.
O contato é Auricina Silva  da Casa do Bem.
A doação pode ser combinada com ela aqui pelo zap.
Deixo foto dele e zap de Auricina – 98166-5753.
Luzzzz

Opinião: o ano já “acabou”, e o Palmeiras não estreou; Cuca precisa ser cobrado

Cuca, técnico do Palmeiras, durante o jogo contra o Vasco, em Volta Redonda (Foto: André Durão)
Cuca, técnico do Palmeiras, durante o jogo contra o Vasco, em Volta Redonda (Foto: André Durão)

A Libertadores era a obsessão do Palmeiras, e o time perdeu para o Barcelona de Guayaquil nos pênaltis, mas jogando mal, correndo sério risco de ser eliminado ainda no tempo normal. Como o próprio Cuca falou, a dor dessa frustração ainda é forte e influenciou diretamente no empate com o Vasco em 1 a 1 neste domingo, em Volta Redonda. Mas é preciso seguir em frente. Não pode deixar essa dor demorar a passar.

Estamos no meio de agosto, e o ano já acabou para o Palmeiras. Eliminado no Paulistão, na Copa do Brasil e na Libertadores, o time fatalmente terminará 2017 sem levantar um troféu, já que está a 14 pontos do líder Corinthians, que tem um jogo a menos e não dá mostras nenhuma de que vá despencar. Acontece. Ser campeão não é o usual, é a exceção.

E não se trata aqui de cobrar pelo menos um título de todos os times da Série A, independentemente se o clube é rico ou não. Trata-se de cobrar futebol.

Leia mais no Link: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/palmeiras/noticia/opiniao-o-ano-ja-acabou-e-o-palmeiras-nao-estreou-cuca-precisa-ser-cobrado.ghtml

Aposentada Torna-se Musa Fitness aos 60 Anos de Idade

A blogueira Adriana Miranda passou a chamar a atenção nas redes sociais ao exibir o corpo torneado aos 60 anos de idade. A paulistana pratica musculação cinco vezes por semana ao lado do marido em uma academia localizada dentro do Clube Paulistano, no bairro dos Jardins, em São Paulo.

Ela malha por cerca de duas horas e meia esculpindo o corpo torneado que conquistou  após deixar o emprego como procuradora há 6 anos. Agora, no auge dos 60, ostenta o título de musa fitness da terceira idade com um instagram que bomba com mais de 100 mil seguidores e o seu blog Adriana Miranda Life.

Adriana passou a mostrar sua vida fitness nas redes sociais e em seu blog depois de ser encorajada por amigas a mostrar dicas e como conquistou o seu corpão. “Elas diziam que eu poderia dar algumas dicas e ajudar outras mulheres. Fico contente quando as pessoas me dizem que estão se cuidando mais graças a mim”.

“Sempre fiz muitos exercícios físicos, mas agora estou treinando mais forte e mais focada na alimentação. Também tenho feito uma dieta regrada”.

Pela manhã, Adriana consome ovos cozidos, frutas e tapioca com queijo sem lactose (que pode ser substituída por batata doce).

Pratos calóricos passam longe de sua dieta.“Não como fritura em hipótese alguma”. As exceções são as sobremesas aos fins de semana, mas em quantidade bem limitada. “Doce é a minha maior tentação, amo de paixão, mas evito porque quanto mais você come, mais sente vontade”.

Antes de seguir uma dieta regrada, Adriana não tinha o abdômen definido que atualmente ostenta nas redes sociais. “Nunca fui gorda, mas tinha umas épocas em que ganhava mais peso”. O grande vilão era o fim de semana. “A alimentação é responsável por 80% do resultado, e apesar de já não ter mais aquela pele jovial, sinto que meu corpo está melhor hoje”.

 

Veja Mais no Link: http://www.mundoboaforma.com.br/aposentada-torna-se-musa-fitness-aos-60-anos-de-idade/

Neymar chega ao PSG, pede estreia no sábado e diz que não busca protagonismo

Resultado de imagem para neymar
Foto: (Lionel Bonaventure/AFP)

Após quatro anos de sucesso no Barcelona, Neymar já está em sua nova casa. O atacante foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira como jogador do Paris Saint-Germain e concedeu a primeira entrevista coletiva como atleta do clube, ao lado do dono da equipe, xeque Nasser Al-Khelaifi. O evento ocorreu na sala de imprensa do estádio Parc des Princes – onde o brasileiro terá seu primeiro contato com os torcedores neste sábado, antes do duelo entre o PSG e o Amiens, na estreia no Campeonato Francês. Neymar, inclusive, se colocou à disposição para entrar em campo na partida, dizendo que é “fominha”. O SporTV transmite o jogo ao vivo, às 12h15 (de Brasília), e o GloboEsporte.com acompanha em Tempo Real, com vídeos.

– Por que não amanhã? – disse, sorrindo.

A apresentação começou com muitos elogios do presidente, que chamou o astro de “melhor do mundo”. Neymar agradeceu e, na sequência, apontou que a busca pelo protagonismo – razão apontada pela imprensa mundial como a principal para a troca – não foi o que o levou a deixar o Barcelona de Messi e rumar para o Paris Saint-Germain. Incisivo, o astro afirmou que queria um novo desafio para a sua carreira.

– Não influenciou absolutamente em nada (o protagonismo). Meu desejo de vir ao Paris foi por querer um novo desafio, buscar algo diferente. Não é porque eu estava me sentindo incomodado lá, por protagonismo… Isso nunca busquei na minha vida, é totalmente relativo. É diferente falar de protagonismo, não é isso que quero, que eu vim buscar. Vim buscar algo novo, um desafio. Vim buscar os títulos que essa torcida e esse clube merecem. Vim atrás de novos títulos, desafios. Sou movido a isso, querer desafios, algo maior, estar sempre me superando. E por isso estou aqui – resumiu o novo camisa 10 do PSG.

Continuar lendo no Link http://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-frances/noticia/neymar-e-apresentado-no-psg.ghtml

Caminhada Ecológica na Via Costeira

A Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (FAPERN), juntamente com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), através do Departamento de Engenharia da Produção e o Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Norte (CRA-RN) realizam na próxima quinta-feira (15), às 7h, o Fórum de Sustentabilidade.

A terceira edição do Fórum de Sustentabilidade terá um formato diferente, com o  tema: “Vida na Água: conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável”, será realizada uma caminhada entre a praia de Areia Preta e até a Via Costeira, com concentração às 6h30, no relógio do Sol, localizado na praia de Areia Preta. A caminhada visa a conscientização ambiental e a coleta de resíduos.

Será percorrida uma distância de 2,5 km (ida e volta). Na programação haverá uma parada, quando um representante do Projeto Cetáceos da Costa Branca da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), fará uma exposição sobre os  impactos da atividade humana na vida marinha. Os resíduos coletados serão utilizados para uma atividade artística e no retorno da caminhada haverá um café da manhã com realização de palestra e debates.

Também acontecerá um concurso fotográfico com premiação da melhor fotografia realizada com os seguintes temas: a atividade realizada durante o dia, a natureza da Via Costeira e o impacto humano no meio ambiente.
Para mais informações e inscrições, os interessados devem confirmar inscrição no telefone 3234-6672 (Conselho Regional de Administração) ou através do e-mail: juliofdrezende@ hotmail.com.

ABC segura o Globo FC no Frasqueirão e conquista o 54º título do Campeonato Potiguar

RESUMÃO DO GLOBO ESPORTE

  • O JOGO“ALÔ DEUS, A FRASQUEIRA AGRADECE!”O ABC superou o Globo FC na tarde/noite desta segunda-feira, data em que se comemora o Dia do Trabalhador, e com um empate sem gols no Estádio Frasqueirão, conquistou o 54º título do Campeonato Potiguar. Com a vantagem obtida no primeiro jogo, quando venceu por 1 a 0 no último sábado, o Mais Querido levantou o troféu e enlouqueceu a torcida do Frasqueira. É o primeiro campeão estadual desta temporada.

  • DESTAQUEÀ FLOR DA PELEO clima entre ABC e Globo FC se mostrou tenso desde o início do jogo. Com muitas faltas e provocações das duas equipes, o árbitro Caio Max teve muito trabalho em campo e “distribuiu” sete cartões amarelos e dois vermelhos para o lateral-direito Ângelo, do Globo FC, e Echeverría, do ABC.

  • DESTAQUEMUITO TRABALHO!Com um jogo muito travado, os destaques da partida foram os goleiros Edson, do ABC, Rafael, do Globo FC. Os jogadores tiveram muito trabalho em campo e seguraram as diversas tentativas dos atacantes adversários. Rafael recebeu atendimento médico da comissão da Águia diversas vezes, mas seguiu em campo.

  • DESTAQUEO PRIMEIRO TEMPOEm casa e com o apoio da massa alvinegra, o ABC dominou o primeiro tempo e teve grandes oportunidades para abrir o placar no Estádio Frasqueirão. As tentativas aconteceram com Echeverría, em uma falta que tocou na rede pelo lado de fora, e Felipe Guedes, que entrou sozinho na área e só foi parado pelo goleiro Rafael. Em outra boa jogada, Erivélton fez o cruzamento em busca de Nando, mas Rafael fez outra bela intervenção e tirou a bola da cabeça do centroavante alvinegro. Sem força ofensiva, o Globo FC se segurou como pôde, sob os gritos do técnico Luizinho Lopes. Do outro lado, a experiência de Geninho acalmou os jogadores abecedistas com instruções durante a partida.

  • DESTAQUEO SEGUNDO TEMPONa etapa final, a pressão mudou de lado e o Globo FC voltou mais ligado para o campo. Bismarck mandou um forte chute, em jogada pela esquerda, e obrigou Edson a fazer uma boa defesa. A resposta alvinegra foi com o meia Gegê, que acertou uma pancada em uma cobrança de falta, defendida de soco por Rafael. Com o passar do tempo, os jogadores do Mais Querido começaram a cadenciar o jogo, por jogarem com a vantagem do empate, enquanto o Globo FC apostou na velocidade de Romarinho, que deu muito trabalho à defesa adversária em tentativas pelas laterais. No fim da partida, o lateral-direito Ângelo, da Águia, e o meia Echeverría, do Alvinegro, se desentenderam e acabaram expulsos. Com a confusão, houve uma forte discussão entre os jogadores e o árbitro Caio Max consultou os assistentes para realizar as expulsões. Próximo do fim do jogo, os treinadores fizeram algumas substituições para mudar o resultado, mas a partida acabou empatada e com o título do ABC, o 54º troféu estadual do Mais Querido, o maior vencedor regional do país.

  • DESTAQUEPÚBLICO E RENDAA decisão entre ABC e Globo FC teve o maior público desta edição do Campeonato Potiguar. Com o feriado em homenagem ao Dia do Trabalhador, 12.210 espectadores estiveram no Estádio Frasqueirão (7.970 pagantes / 3.872 sócios / 368 não pagantes). A renda do jogo foi de R$ 186.715,00.

Fonte:http://globoesporte.globo.com/rn/futebol/campeonato-potiguar/jogo/01-05-2017/abc-globo-fc/

Ginásio reformado há oito meses é interditado em Mossoró, Oeste do RN

Ginásio foi reaberto em junho de 2016 depois de seis anos sem competições oficiais (Foto: Raul Pereira/Prefeitura de Mossoró)

Corpo de Bombeiros interditou, por tempo indeterminado, o Ginásio Municipal Pedro Ciarlini, em Mossoró, seguindo recomendação do Ministério Público. O motivo é a falta de segurança – faltam extintores, iluminação e sinalização de emergência, hidrantes e barras antipânico no portão de saída.

A prefeitura da cidade anunciou nesta quinta-feira (9) que a Procuradoria Geral do município vai pedir na Justiça uma liminar de liberação do ginásio. A prefeitura informou também que fará um levantamento sobre a situação do ginásio e de outros prédios públicos.

Reformado, o ginásio havia sido reaberto em junho do ano passado depois de passar seis anos sem receber competições oficiais por causa de problemas na estrutura. Algumas das adequações pelas quais o prédio passou foram a instalação de um novo piso e a realização de melhorias na estrutura de acessibilidade.

Segundo a prefeitura, um termo de compromisso foi firmado entre o Município e o Corpo de Bombeiros ainda em 2015 para a realização de reparos e ajustes na estrutura, mas não foi cumprido pela gestão anterior.

 

Do G1RN

Botafogo busca empate heroico no Chile e supera 1ª batalha

A máxima frequentemente dita pela torcida alvinegra de que para o time carioca as conquistas não são fáceis fez-se presente nesta quarta-feira, e o Botafogo se classificou de maneira dramática para a terceira fase preliminar da Taça Libertadores ao empatar com o Colo-Colo em 1 a 1 no Estádio Monumental, em Santiago.

A equipe chilena se lançou ao ataque e abriu o placar logo aos três minutos do primeiro tempo, com gol contra de Emerson Silva. O resultado, que classificava o campeão continental de 1991, persistiu até os 36 da etapa final, quando Rodrigo Pimpão fez o gol que colocou o Glorioso na próxima fase, graças à vitória por 2 a 1 obtida na semana passada, no Estádio Olímpico Nilton Santos.

Dessas três equipes, quem sobreviver entrará no grupo 1, que tem o Atlético Nacional, que defenderá o título, o Estudiantes e o Barcelona de Guayaquil.

Foto: Reuters
O Botafogo, que disputa a Libertadores pela quinta vez, teve nesta quarta uma baixa até certo ponto inesperada, a de Camilo, que começou a sentir dores na coxa direita no começo da semana. O meia foi avaliado horas antes da partida e acabou vetado, dando lugar a João Paulo.

No Colo-Colo, o técnico Pablo Guede perdeu o zagueiro Zaldivia, que rompeu os ligamentos do joelho direito no Estádio Olímpico Nilton Santos e será baixa por seis meses. Meza foi o substituto.

Como era de se esperar, o ‘Cacique’ sufocou desde o primeiro instante, e a rede balançou logo aos três minutos. Depois de um escanteio cedido por Gatito Fernández em chute fraco, Emerson Silva tentou cortar e acabou marcando contra.

Foto: Reuters

Airton, que marcou o primeiro gol do Glorioso na ida, teve a chance de empatar aos dez, em tentativa de fora da área, mas mandou à direita do alvo. Montillo também bateu de longe, aos 16, e obrigou Villar a se esticar todo para salvar.

O Colo-Colo se mantinha no campo de ataque, mas não conseguia criar, enquanto o Botafogo era mais efetivo. Aos 23 minutos, Montillo levantou e Valdés ia “retribuindo” o gol contra, mas Villar interveio novamente.

Único atacante de ofício do campeão brasileiro de 1995 em campo na etapa inicial, Rodrigo Pimpão estava apagado. Em sua única jogada de maior relevância antes do intervalo, aos 34 minutos, ele até cortou a marcação na grande área, mas bateu fraco e facilitou o trabalho do goleiro da seleção paraguaia.

Pimpão voltou a aparecer aos 44, mas chegou atrasado e por isso não igualou. Victor Luis cruzou da esquerda e Bruno Silva ajeitou de cabeça para o meio buscando o camisa 17, que não conseguiu alcançar.

Na volta do vestiário, logo aos quatro minutos, o vice-campeão carioca do ano passado não empatou por centímetros. Jonas foi ao fundo pela direita, Lindoso pegou de primeira e viu a bola passar rente à trave. O ‘Cacique’ respondeu com Paredes, que até balançou a rede, mas foi flagrado impedido.

O Botafogo até se fazia mais presente no campo de ataque, mas era o vencedor da Libertadores de 1991 que ainda mantinha o domínio. Fernández chutou da entrada da área, aos 16, a bola desviou na marcação e Gatito teve de se esticar todo para colocar em escanteio com a ponta dos dedos. A bola ainda tocou caprichosamente no travessão.

Jair Ventura foi soltando o time, que já igualava a posse de bola. Airton saiu para a entrada de Guilherme, mas as oportunidades ainda eram raras. Aos 30, Jonas levantou mais uma, e a sobra ficou com Victor Luis, que se preparou, se preparou, se preparou e, pressionado, não bateu bem.

Na sequência, foi Roger quem ganhou uma chance no time, substituindo Lindoso. Em uma de suas primeiras aparições, aos 36, o centroavante aproveitou a batida cruzada de Guilherme e resvalou de leve. Villar operou mais um milagre, mas deu rebote no pé de Pimpão, que não vacilou e deixou tudo igual.

O jogo então ficou interrompido por quase cinco minutos porque as duas torcidas atiraram objetos no gramado.

Fonte:https://esportes.terra.com.br/futebol/botafogo-arranca-empate-em-santiago-e-avanca-na-libertadores,85c8fa6868debc57991b451788d6892700ifs55i.html

Luiz Victor supera adversidades, se revela no MMA e se mantém campeão no karatê

jogos-abertos-de-sp-piracicaba-2

O atleta potiguar Luiz Victor campeão em 2016 dos jogos abertos de São Paulo, pela equipe de Piracicaba, e dos jogos abertos de Santa Catarina, pela equipe de Itajaí, define o ano com a palavra superação. Para ele, foi difícil, por falha da arbitragem empatar uma luta da seletiva nacional para a seleção brasileira. Luiz Victor ainda conseguiu provar o erro, através de um vídeo de um espectador, mas não deu para anular o resultado devido ao prazo de contestação, então acabou ficando de fora dos campeonatos Sul-Americano e Pan-Americano que era o foco principal desse ano.

“Dai para frente eu refiz minhas metas deixando o MMA como prioridade, aumentando o ritmo de treinos voltados a isso, e reduzindo os de karate, mas ainda assim desejava permanecer entre os melhores do país no karatê, e graças a Deus, consegui me recuperar psicologicamente do revoltante acontecido na seletiva e retomar os trabalhos, tive grande evolução no MMA e consegui atingir meus objetivos também no karate. Então posso dizer que as metas de 2016 foram modificadas, mas atingidas”, avaliou o atleta.

Seguindo seu caminho, Luiz Victor se classificou para a final do Campeonato Nacional de Karatê na etapa classificatória que disputou em Goiás onde conquistou o sétimo título de Campeão Brasileiro, chegando a marca de 16 medalhas nessa competição com sete ouros, três pratas e seis bronzes e, em um evento histórico, em pleno Ginásio do Ibirapuera em São Paulo, um dos templos do esporte no Brasil. O atleta potiguar também foi campeão do Circuito Open Nacional na etapa Rio Grande do Norte e se manteve membro da seleção brasileira.

Já no MMA deu um salto na carreira ao vencer o Natal Fight Championship (NFC), evento com transmissão em rede nacional que gerou visibilidade ao seu trabalho e impulsionou bastante os planos futuros na modalidade.

“Estou estudando muito as duas artes marciais para conseguir correlaciona-las ao máximo para que, treinando MMA esteja exercitando meu Karate, e treinando Karate, melhore meu desempenho para o MMA, pois o karatê é a minha maior arma no MMA”, revelou Victor.

A notícia este ano do Comitê Olímpico Internacional (COI) de que o karatê fará parte do programa olímpico nos Jogos de Tóquio 2020 representou para o potiguar o meio para realização do seu maior sonho. “Antes eu corria, mas não tinha como chegar ao meu maior objetivo, era como se corresse sem destino, porém agora sei que existe o meu tesouro, sei onde ele está, sei como encontrá-lo, e farei isso”. Apesar de ainda não ter nada divulgado sobre qual será o critério seletivo para os jogos olímpicos, Luiz Victor acredita estará entre os nomes cotados na sua categoria, menos de 67 quilos, suas chances são bem reais.

“2016 foi o ano que me fez sonhar, meu esporte entrando para as olimpíadas e eu com grande chance de estar lá, além de minha evolução dentro do MMA, me fez acreditar e criar expectativa de que posso chegar aos grandes eventos internacionais, me sinto mais motivado, organizado e confiante de que vou alcançar minhas metas. Tenho uma fé inabalável que me traz paz e a certeza de que tudo dará certo, pois Deus está comigo, nasci para isso e esse é o plano do senhor para mim. Com mente, corpo e espírito elevados tenho a certeza de que o ano 2017 será ainda mais vitorioso,  aguardem…”

Comoção, luto e aplausos: Gil volta a Nova Cruz para seguir na eternidade

RN - velório Gil Chapecoense Nova Cruz (Foto: Andrea Tavares/GloboEsporte.com)
Segundo a PM, mais de 10 mil pessoas estiveram no velório e enterro de Gil (Foto: Andrea Tavares/GloboEsporte.com)

Comoção, luto e aplausos. A cidade de Nova Cruz, distante a 93 Km de Natal, viveu um dia de luto. O velório e o sepultamento do volante Gil, que morreu no trágico acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, a caminho de Medellín, na Colômbia, causou um clima de consternação nos moradores da pequena cidade do interior do Rio Grande do Norte. Amigos, familiares, ex-companheiros de clubes pelos quais Gil jogou e uma multidão estiveram no ginásio Giovanna de Azevedo Targino para dar o último adeus e homenagear o jogador, que aos 29 anos, deixa mulher e duas filhas, um de cinco e outra de três anos.

O dia foi de expectativa para a chegada do corpo de Gil. Em voo comercial, o desembarque em Natal aconteceu por volta das 13h30. Do Aeroporto Internacional Aluízio Alves, o cortejo partiu para Nova Cruz. Quase quatro horas, uma multidão aos prantos estava aguardando o ex-jogador. A família foi a primeira a entrar no ginásio e ficou em profundo choro por cerca de uma hora. Logo depois, os portões foram abertos para a comoção da população novacruzense.

Às 19h, o corpo foi retirado do ginásio municipal e levado em cortejo fúnebre em um carro do Corpo de Bombeiros. A emoção tomou conta da cidade, que lavou as ruas até o cemitério público com as lágrimas de dor pela perda do filho mais ilustre.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/rn/noticia/2016/12/comocao-luto-e-aplausos-gil-volta-nova-cruz-para-seguir-na-eternidade.html

 

“Estamos destruídos”, conta irmão do volante Gil, morto em tragédia

A família do volante Gil, jogador potiguar que defendia a Chapecoense, está em estado de choque. Poucas horas após o trágico acidente com o avião que transportava a delegação brasileira para Medellín, na Colômbia, ocorrido na madrugada desta terça-feira, o clima é de luto permanente. O pai e a mãe do jogador estavam sob forte medicação e em repouso em casa, na cidade de Nova Cruz, a 93 km de Natal. Um dos irmãos do jogador, Weskley Clemente, contou que Gil telefonou para a família no último domingo e conversou com o pai. Emocionado, disse que todos na residência estão em estado de choque com a morte do volante de 29 anos (assista a reportagem de Ítalo Di Lucena no RN TV 1ª edição desta terça-feira).

– Antes de ontem (domingo) ele ligou, falou com meu pai, falou exclusivamente com ele. Sempre falava com a minha mãe e comigo, às vezes. Antes de ontem, ele ligou para o meu pai e disse que iria embarcar. Meu pai desejou boa sorte, aquilo de pai para filho, que iria dar tudo certo, mas nunca que nós imaginaríamos que iria acontecer uma coisa como essa – disse Weskley.

José Gildeixon Clemente de Paiva tinha 29 anos e começou a carreira em 2006, no Mogi Mirim. O volante acumulou passagens pelo Guaratinguetá, Vitória, Santo André, Ponte Preta, Coritiba e estava na Chapecoense desde 2015. Conquistou dois títulos estaduais: em 2013, o Paranense pelo Coritiba; e e esse ano, o Catarinense, pela Chapecoense.

– Ele estava muito confiante e muito feliz. Ele estava muito feliz, tanto profissionalmente quanto com a sua família. Estava muito feliz, estava em um momento muito bom – contou o irmão.

RN - irmão Gil Chapecoense - Eskley Clemente (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Weskley Clemente é irmão do volante Gil e mora em Nova Cruz, no interior do RN (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Pai de duas meninas – Gabriela, de cinco anos, e Lívia, de três -, Gil estava em Chapecó há dois anos. Ao lado da mulher, morava próximo ao clube e, segundo o irmão Eskley Clemente, estava muito bem na cidade catarinense. A família aguarda a liberação dos corpos para tratar sobre o velório, mas ainda não foi decidido o local do enterro do jogador.

– Ele estava morando em Chapecó com a mulher e as duas filhas, Gabriela, de cinco anos, e Lívia, de três. Deixou essas duas filhas. Elas estão arrasadas, destruídas. Quando eu falei com a minha cunhada, minha sobrinha de três anos estava acompanhando, só que não entende. A de cinco anos, a Gabriela, estava dormindo e não sabia de nada ainda. Elas são muito apegadas a ele. Muito, muito, muito mesmo – concluiu.

Gil Chapecoense (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)
Gil morreu aos 29 anos após queda do avião que levava delegação da Chape (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)

Fonte: http://globoesporte.globo.com/rn/noticia/2016/11/estamos-destruidos-conta-irmao-do-volante-gil-morto-em-tragedia.html

Após tragédia com Chapecoense, CBF adia final da Copa do Brasil

Foto: Agência Brasil Folha Vitória – Esportes

A CBF anunciou o adiamento do segundo jogo da final da Copa do Brasil, entre Grêmio e Atlético Mineiro, em razão da tragédia do voo da Chapecoense, na Colômbia, na madrugada desta terça-feira. O duelo estava marcado para noite desta quarta, em Porto Alegre, na Arena Grêmio. No jogo de ida, no Mineirão, os gaúchos venceram por 3 a 1.

“A CBF comunica o adiamento da final da Copa do Brasil, entre Grêmio e Atlético Mineiro, inicialmente prevista para amanhã [quarta]. Definições a respeito deste jogo serão informadas ao longo do dia”, anunciou a CBF, no início desta manhã. Ainda não há definição sobre a nova data da partida decisiva.

A tragédia aconteceu na madrugada desta terça-feira, a caminho da cidade colombiana de Medellín para o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana. O acidente causou a morte de 76 mortes, segundo as autoridades locais. Havia 81 pessoas à bordo, sendo nove tripulantes. Há, porém, duas pessoas que constavam na lista inicial, mas não embarcaram. De acordo com autoridades, há cinco sobreviventes, entre eles três jogadores do time.

No avião, que levava a delegação da Chapecoense para a partida decisiva, havia também jornalistas da Fox Sports e da Rede Globo, entre eles o ex-jogador Mário Sérgio Pontes de Paiva, comentarista esportivo da Fox.

“A CBF manifesta a sua consternação com as notícias que chegam da Colômbia, dando conta de um acidente com o avião que transportava a delegação da Chapecoense, jornalistas e convidados, a caminho do primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana”, registrou a CBF.

“Estamos em contato com a Conmebol, autoridades locais e representantes do clube em busca de mais informações, antes de quaisquer possíveis medidas quanto ao andamento do futebol brasileiro. Desde já, manifestamos a nossa solidariedade e direcionamos nossas orações aos passageiros e tripulantes do voo”, declarou a entidade.

Organizadora da Copa Sul-Americana, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) cancelou todas as atividades esportivas sobre a competição. O site oficial do rival da Chapecoense, Atlético Nacional, também se manifestou sobre o acidente, lamentando o ocorrido e desejando sorte ao time brasileiro e aos sobrevivente.

De acordo com a imprensa local ainda, o avião perdeu contato com a torre de controle às 22h15 (1h15 de Brasília). O SOS foi emitido entre as cidades de Ceja e Lá Unión. O avião, de matrícula CP2933, fez uma parada em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, depois de decolar do Brasil.

Fonte: http://esportes.r7.com/mais-esportes/folha-vitoria/apos-tragedia-com-chapecoense-cbf-adia-final-da-copa-do-brasil-29112016