Category: Cultura

Morre a atriz Eva Todor, aos 98 anos

Eva Todor morreu em casa, aos 98 anos Foto: TV Globo / Renato Rocha Miranda
Foto: da Internet

Morreu em casa, por volta das 8h50m da manhã deste domingo, a atriz Eva Todor, aos 98 anos. A informação foi confirmada por amigos da artista, que disseram ainda que a causa da sua morte foi pneumonia. O velório público está marcado para segunda-feira, das 9h às 11h, no Teatro Municipal. De lá, a cerimônia continuará na capela de número 8 do Memorial do Carmo, no Caju, onde ela será cremada às 16h.

— A Eva vinha sendo muito bem cuidada pelos enfermeiros e recebia visita de amigos com frequência. Ela esteve doente todo o ano e morreu de pneumonia. Eu estava aqui na hora com alguns enfermeiros e empregados. A Eva teve toda a assistência — disse Marcelo Del Cima, amigo da atriz, que havia sido internada em março deste ano.

Eva Todor sofria de Mal de Parkinson e chegou a ficar dez dias internada em março deste ano. A atriz estava longe da TV desde a novela “Salve Jorge”, exibida em 2012, e sua última aparição pública foi em novembro de 2014, quando recebeu uma homenagem feita por amigos artistas no Teatro Leblon.

A atriz somava mais de 80 anos de carreira. O início nos palcos foi por meio do balé, ainda na infância. Húngara de nascimento, Eva Todor (que tinha o sobrenome Fódor de batismo) chegou a dançar na Ópera Real de Budapeste. Filha de uma estilista e de um comerciante de tecidos, ela já mostrava talento para a vida artística, mas a realidade complicada do período entre guerras na Europa a fez fugir com a família para o Brasil, em 1929.

Por aqui, entretanto, rapidamente a pequena retomou a rotina com sapatilhas, tendo aula com a renomada Maria Olenewa. Não era à toa o envolvimento com o universo cultural. Em entrevista ao site rel=”external” href=”http://memoriaglobo.globo.com/perfis/talentos/eva-todor.htm” target=”_blank”>”Memória Globo”, Eva contou que seus pais, “como bons húngaros”, achavam que toda criança deveria ter uma educação ligada à arte.

Leia mais: https://oglobo.globo.com/cultura/revista-da-tv/morre-atriz-eva-todor-aos-98-anos-22173227#ixzz50uYPBBnE
stest

Ciranda na Praça encoraja união da sociedade

A organização da 1ª Caminhada pela Paz, por mais Amor e menos Medo de Nova Parnamirim, realizada no dia 11 de novembro passado dá continuidade a suas ações de conscientização e empoderamento da sociedade na tarde do próximo sábado (02) quando realiza na praça do ginásio Jorge Tavares de Morais uma CIRANDA NA PRAÇA. A programação se inicia às 17 horas e contará com apresentações musicais, danças, poesias e contação de histórias para crianças além de muitas surpresas.

A ideia é realizar ações mensais para fazer com que as pessoas voltem a ocupar os espaços públicos. “Convidamos a todos para cantar e dançar conosco”, disse uma das organizadoras Marilda Chermello que já adiantou que a próxima ação deve ter nova intervenção e ocorrer em outro local do bairro.

Tiririca chega a Natal com novo show

Cearense Tiririca sobe ao palco do Teatro Riachuelo, em Natal, no próximo dia 2 de dezembro (Foto: Divulgação)
Cearense Tiririca sobe ao palco do Teatro Riachuelo, em Natal, no próximo dia 2 de dezembro (Foto: Divulgação)

Considerado um dos maiores humoristas do Brasil, o cearense Tiririca sobe ao palco do Teatro Riachuelo, em Natal, no próximo dia 2 de dezembro para apresentar um novo show. Intitulado ‘Minha História’, o espetáculo é repleto de músicas, piadas, esquetes e brincadeiras. “Diversão e alegria para toda a família”, garante Tiririca.

Mais uma produção da Viva Entretenimento e Idearte Produções, o show começa às 18h e possui classificação recomendada para maiores de 16 anos. Os ingressos já estão à venda na bilheteria do teatro e também pelo site Ingresso Rápido.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/tiririca-chega-a-natal-com-novo-show.ghtml

‘Não formam só cineasta, formam cidadãos’, diz jovem sobre cursos da Mostra de Cinema de Gostoso

Rubens dos Anjos, 19 anos de idade, participa de roda de conversa com cineastas em São Miguel do Gostoso, no RN (Foto: Camila Pessoa)
Rubens dos Anjos, 19 anos de idade, participa de roda de conversa com cineastas em São Miguel do Gostoso, no RN (Foto: Camila Pessoa)

Rubens dos Anjos é morador de São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte, e tem 19 anos de idade. Há três participa das oficinas desenvolvidas pela equipe da Mostra de Cinema de Gostoso e, sobre os resultados do projeto, ele é enfático: “além de formar o cineasta, forma o cidadão, forma uma pessoa melhor”.

O jovem diz que já se interessava por cinema e pesquisava na internet sobre a sétima arte, contudo, depois da Mostra, conseguiu “desabrochar”. O projeto junto à comunidade de São Miguel do Gostoso realizou, em cinco anos, 34 oficinas, que resultaram na produção de 10 curtas-metragens e também na criação do coletivo Nós do Audiovisual, formado só por gente da população local.

Neste sábado (18), Rubens dos Anjos dividiu espaço na roda de debates promovida pela Mostra de Cinema com experientes profissionais do cinema para falar do seu curta “O Grande Ó”, exibido na primeira noite do festival. Estiveram com ele o ator João Pedro Zappa, que interpreta o protagonista do Filme “Gabriel e a Montanha”, bem como o distribuidor do longa, Bruno Beauchamps.

Participaram das discussões também a professora Dácia Ibiapina, diretora de “Carneiro de Ouro”, e de Carlos Firmino, diretor de fotografia do curta “Borá”.

Durante o final da manhã do sábado (18), Rubens debateu com os participantes da mesa e com a plateia as suas ideias sobre o cinema, bem como a produção local. Antes de roteirizar “O Grande Ó”, ele havia atuado em um outro filme do coletivo Nós do Audiovisual. Contudo agora já decidiu que quer, mesmo, é ficar atrás das câmeras.

O impacto das oficinas na comunidade município foi destacado por Eugenio Puppo, um dos organizadores da Mostra de Cinema de Gostoso. Puppo mediou o debate entre os realizadores e, durante as discussões, recordou de uma conversa que teve com o próprio Rubens dos Anjos, que ilustra a relação dos jovens de São Miguel do Gostoso com as oficinas do festival.

“Outro dia a gente tava conversando, batendo um papo sobre as coisas e eu falava um pouco muitas pessoas são egoístas, e tal. Aí ele virou pra mim e disse ‘eu também era egoísta, mas eu aprendi com os cursos do coletivo a não ser egoísta’. Então eu acho que isso é uma coisa de formação, plantar a semente nessa molecada e fazer eles desabrocharem”, lembrou Eugenio Puppo.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/nao-formam-so-cineasta-formam-cidadaos-diz-jovem-sobre-cursos-da-mostra-de-cinema-de-gostoso.ghtml

Dia do Nordestino será comemorado pelas crianças na LBV

Na programação apresentações culturais de artistas locais, crianças e idosos atendidos pela Instituição

Nesta sexta-feira, 6, a Legião da Boa Vontade – LBV na capital potiguar, reúne às 15 h, artistas da área musical como Ery Carlos (Ex-Banda Magníficos), Jean Xavier, José Filho, Jomar Filho, Tony Costa, Beto Avillis, Carlos Abdon, Lucinha Lira e o Grupo de Extensão de Música do IFRN, que integra os componentes: Nilson Pereira,  Ricardo Alexandre, Matias e Diná Verzutti, além do poeta e aboiador Luciano Vicente, dentre outros, para um encontro, no qual irão bater um papo com as crianças e adolescentes atendidos pelo programa Criança: Futuro no Presente!, sobre a cultura nordestina e as suas carreiras profissionais.

O encontro marcará o Dia do Nordestino, celebrado em 8 de outubro.

O evento ocorrerá no Centro Comunitário de Assistencial Social da Instituição, localizado à Rua dos Caicós, 2148 – Dix-Sept Rosado. Informações: (84) 3613-1655.

Serviço:

Dia do Nordestino movimenta crianças da LBV

Local: Centro Comunitário de Assistência Social da LBV

Rua dos Caicós, 2148 – Dix Sept Rosado

Horário:15 h

Informações: (84) 3613.1655

Anistia Internacional promove roda de conversa ‘Jovem Negro Vivo’ em Natal

Roda de conversa com o tema
Roda de conversa com o tema “Jovem Negro Vivo” acontece nesta terça (29) em Natal (Foto: Divulgação)

A Anistia Internacional promove nesta terça-feira (29), em Natal, uma roda de conversa com o tem ‘Jovem Negro Vivo’. O evento acontece no auditório B do CCHLA do campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em Lagoa Nova, a partir das 19h15.

“O Brasil é o país onde mais se mata no mundo em números absolutos, são cerca de 60 mil por ano. Trazer essa roda de conversa para Natal busca ampliar a mobilização em torno de um tema que faz parte da realidade diária de quem vive nos territórios de periferia: o assassinato de seus jovens. Nossos parceiros locais já trabalham com este tema há anos e agregam muito ao acrescentar sua expertise sobre a realidade local. Juntos podemos fazer mais”, afirma Jurema Werneck, diretora executiva da Anistia Internacional no Brasil.

A roda de conversa será composta por Marcelle Decothé, da Anistia Internacional Brasil; Jenair Alves, do coletivo As Carolinas, que buscam visibilizar o ativismo entre pessoas lésbicas e bissexuais; e Divaneide Basílio, do programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Com a campanha Jovem Negro Vivo, a Anistia Internacional convida todas as pessoas a romper o silêncio e a indiferença diante desta realidade, mobilizando a sociedade para assinar o manifesto “Queremos ver os jovens vivos”, que defende o direito a uma vida livre de violência e preconceito. E ainda pede políticas públicas de segurança, educação, saúde, trabalho, cultura, mobilidade urbana, entre outras, que possam contribuir para o enfrentamento desta realidade.

Fonte: http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/anistia-internacional-promove-roda-de-conversa-jovem-negro-vivo-em-natal.ghtml

A importância da mãe para o desenvolvimento pessoal

Livro que retrata histórias de amor após lançamento em Natal seguirá para Festa Literária de Paraty

“Mãe, quero seu colo” é o título do terceiro livro da escritora potiguar Daniella de Medeiros que atualmente reside na cidade de Parati, no Rio de Janeiro e, de volta ao Rio Grande do Norte, realiza o lançamento de sua mais recente obra literária no próximo sábado (08) no Espaço de Educação e Terapias.

Sobre o livro

“Mãe, quero seu colo” retrata narrativas de pessoas que passaram pela vida da escritora e tiveram seus relatos registrados após ela perceber a conectividade das histórias nas famílias. E, nesse interlace, a influência da mãe foi o ponto chave para a efetivação do amor.

O leitor tem a oportunidade de viajar no universo pessoal de cada personagem e perceber que o desenvolvimento de cada um está correlacionado ao seu relacionamento com a mãe, sendo esta, presente ou não. “As pessoas fazem o que sabem e repetem isso durante toda sua vida porque não sabem fazer de outra forma, a não ser que busquem a mudança do padrão, porém, tudo é envolto de amor”, explicou Daniella.

Os primeiros relatos, ainda no Rio de Janeiro, foram chegando de forma ocasional, o que a autora considerou como algo mágico. “Eu dizia: isso dá um livro. E elas diziam: escreva! Então, comecei. De repente, era como se famílias do Rio Grande do Norte, Ceará e Pernambuco também quisessem fazer parte. Mesmo os casos fictícios passaram a fazer parte de mim porque pareciam que conversavam comigo”, relata a autora.

Após o lançamento em Natal, Daniella de Medeiros segue para a Festa Literária de Paraty, onde o livro será apresentado no período de 26 a 30 de julho. O exemplar de 188 páginas publicado pela Yes Books Editora será vendido pelo valor de R$ 20.

Quem é Daniella 

Escritora, jornalista e consteladora, Daniella de Medeiros se define como uma passeadora da vida, uma polinizadora de emoções e convida as pessoas a passearem junto com ela seja através dos seus livros, da Constelação familiar, das técnicas de Cura, das palestras sobre mudanças de vida ou em um café em algum lugar do mundo. “Acredito que somos seres espirituais em um corpo físico (já disse o sábio). Então, se estamos aqui, que absorvamos o melhor, seja na dor ou no amor”.

Nova Constelação Familiar

Na ocasião, a escritora, que também é jornalista e consteladora, durante o lançamento do seu livro, vai demonstrar a Nova Constelação Familiar.

Pela física quântica, esse campo é o ponto zero, onde tudo tem seu começo e seu fim. Onde a informação chega e transforma em realidade. Onde está toda a energia da Criação. “Lá não existe ego. Por isso, nos guiamos pelas percepções e sensações para termos respostas de situações que nos aflige na nossa vida e família”.

Para participar da Nova Constelação Familiar será cobrado um valor de simbólico de R$ 50 mais um quilo de alimento não perecível. A apresentação começa às 8 horas da manhã e segue até o momento do lançamento do livro.

Biografia

O primeiro livro lançado por Daniella de Medeiros se chama “Organize sua vida em 21 dias” e traz exercícios de programação neolinguística (PNL) relatando o percurso que a autora tomou para realizar seus objetivos.

O segundo, “A Consteladora e o Xamã”, conta, de forma romanceada, a convivência que teve com o xamã brasileiro Ubiratan.

Serviço:

O que? Lançamento do livro “Mãe, quero seu colo”

De Quem? Da escritora Daniella de Medeiros.

Quando? Sábado, 08 de julho – a partir das 15 horas.

Onde? Espaço de Educação e Terapias

Avenida dos Pinheirais, 684 – Neópolis.

Como? Junto ao lançamento será realizada demonstração da Nova Constelação Familiar, a partir das 8 horas.

‘Mulher-Maravilha’ triunfa nas telas e domina o universo cinematográfico da DC

Mulher-Maravilha é a super-heroína mais popular das histórias em quadrinhos de todos os tempos e uma das poucas que não parou de ser publicada desde seu surgimento em 1941. Apesar das animações, da série de TV dos anos 70 protagonizada por Lynda Carter e da popularidade imensa da personagem (traduzida em action figures, camisetas e uma série de produtos licenciados), ela ainda não havia recebido o protagonismo que devia no cinema, até agora.

Se pensássemos apenas na questão histórica da importância da personagem já teríamos motivos suficientes para reivindicar um filme que fizesse jus ao seu legado na cultura pop transnacional. Afinal, Batman e Superman, super-heróis da mesma editora – a DC Comics – já haviam ganho suas diferentes versões cinematográficas. Mas como tudo que tange às mulheres e, consequentemente às personagens femininas, as dificuldades e as críticas ganham contornos infinitamente maiores. Restava então saber se a personagem, que foi criada pelo psicólogo estadunidense William Moulton Marston, um ferrenho apoiador do feminismo, sobreviveria a alguns de seus maiores desafios na atualidade: as turbas de haters ávidos por polêmicas nas redes sociais e as críticas negativas dos filmes anteriores do universo DC: Batman Vs Superman e Esquadrão Suicida.

A boa notícia é que Mulher-Maravilha reina soberana e domina as sequências do filme, graças à performance eletrizante da atriz israelense Gal Gadot e sua interação com as outras personagens, tanto com as Amazonas na idílica Ilha de Themyscira, quanto no front das batalhas da 1ª Guerra Mundial. Para além de sua importância histórica, a atriz imprimiu a Diana Prince uma interpretação que resgata as origens da personagem – temos uma boa fusão de duas das origens contadas nos quadrinhos – em suas características mais importantes como a força, a obstinação e a luta por aquilo em que acredita. O impacto de ver uma personagem feminina liderando e tomando a frente da narrativa em um filme do gênero de super-heróis é precioso e emocionante para as fãs do gênero.

A cada aparição da Mulher-Maravilha em cena, eu imaginava meninas ao redor do mundo vibrando e comemorando a cada golpe desferido contra os vilões – que são o ponto mais fraco do filme, pois ficam bem abaixo em termos de atuação – sobretudo a cada tirada afiada em suas observações ainda exploratórias sobre a humanidade. Não devemos esquecer que por se tratar de um filme de origem, a Diana Prince que vemos aqui ainda guarda uma carga de ingenuidade por ter recém deixado a ilha em que vivia e está começando suas aventuras no mundo dos humanos, diferentemente da guerreira experiente que vemos em Batman Vs Superman, filme no qual ela já havia roubado todas as cenas em que aparecera.

O impacto da personagem nesse filme é assim atualizado e amplificado tanto para as mulheres que cresceram com os quadrinhos como para uma nova geração que tomará contato com a super-heroína a partir de agora. Além de Diana, sua mãe Hyppolyta e a sua tia, a general Antíope, também assumem posições de destaque no longa-metragem que consegue mostrar até mesmo alguns conflitos e suas resoluções, mesmo que rápidas, mostrando que nem tudo é perfeito na utopia da ilha das Amazonas. Outro ponto de destaque é a química entre ela e o Capitão Steve Trevor (Chris Pine), o típico “mocinho”/herói de guerra dos filmes norte-americanos de época. Ao contrário de algumas críticas, como a do jornal inglês The Guardian, que comentaram que a personagem é muito “guiada” pelo principal personagem masculino em suas ações – e por isso perderia em “empoderamento” – vejo essa análise como muito rasa, ao desprezar os aspectos emocionais dos personagens e a relação amorosa de ambos, pautada pela diferença de crenças, culturas e modos de vida e pelo horror da guerra ao redor.

 

Fonte:http://cidadeverde.com/noticias/249104/mulher-maravilha-triunfa-nas-telas-e-domina-o-universo-cinematografico-da-dc

Autores de ‘Sol Nascente’ reescrevem capítulos após afastamento de Laura Cardoso

maxresdefault

Laura Cardoso precisou se afastar das gravações da novela “Sol Nascente”. A atriz, que interpreta a personagem Dona Sinhá, avó do mau-caráter Cesar (Rafael Cardoso) na trama das seis, foi diagnosticada em um hospital com infecção urinária, mas já está se recuperando em casa. Segundo o colunista Flávio Ricco, do “UOL”, a artista ainda não tem previsão de voltar a gravar.

Ainda de acordo com a publicação, os autores Walther Negrão, Suzana Pires e Júlio Fischer tiveram apenas uma alternativa: reescrever blocos de capítulos, já que o papel de Laura, uma das maiores vilãs do folhetim, é um dos mais indispensáveis e que teve maior destaque na novela protagonizada por Bruno Gagliasso e Giovanna Antonelli, intérpretes de Mario e Alice, dois amigos que se apaixonam na história.

Aos 86 anos, quando fazia “A Flor do Caribe”, Laura descartava a aposentadoria. Agora, aos 89 anos de vida, continua cheia de disposição para continuar trabalhando. “Eu faço andar. Andar é muito bom para qualquer um. Não tenho nenhum cuidado especial com a alimentação”, contou, ao ser questionada sobre sua rotina para manter a saúde. “Eu prefiro ver o lado bom da vida”, finalizou ela.

Por Rahabe Barros no MSN.com

Teatro é homenageado na terceira edição do projeto Convite à Cultura

unnamed (2)

Despertar o interesse dos jovens pelas artes através do teatro. Foi com esse mote que aconteceu a 3ª edição do Projeto “Convite à Cultura”, realizado na manhã desta quarta-feira (21), na Escola da Assembleia, e que contou com uma plateia formada por alunos da Escola Estadual Professor Francisco Barbosa, de São José de Mipibu.

Nesse terceiro encontro o “Convite à Cultura” homenageou o Mês do Teatro, com a apresentação da peça “Deus e sol, sol e farinha”, encenada pelos alunos da primeira turma de teatro da Escola. O projeto é fruto de parceria com a Câmara Municipal de São José de Mipibu, e teve o artista norte-riograndense Wilson Pala como professor. O texto da apresentação é de autoria do poeta popular e cordelista mossoroense Antônio Francisco, membro da Academia Brasileira de Cordel.

O projeto vem atingindo o objetivo de despertar nos jovens o interesse pelas artes. Foi assim com o barman Jonas da Silva Oliveira. “Eu sempre tive interesse, mas nunca tinha tido a oportunidade de fazer um curso de teatro. Está sendo uma experiência incrível e uma honra estar ao lado de pessoas com mais experiência”, disse o ator recém-estreado nos palcos. Quando falou de pessoas experientes, Jonas se referiu a agente de saúde Nelly Cristina, que atua no teatro de rua há 18 anos. “Participo do grupo de teatro da Secretaria Municipal de Saúde de São José de Mipibu e meu trabalho é passar informações brincando”, disse. Sobre a convivência com jovens aspirantes a ator, afirma: “O teatro muda a vida das pessoas”.

Para o diretor da Escola da Assembleia, Carlos Russo, essa foi mais uma oportunidade de levar pessoas a conhecer o trabalho da Escola da Assembleia que abriu o leque de cursos para a arte, com aulas de música para crianças e teatro. “Essa é uma contrapartida que oferecemos para a sociedade e é importante que eles entrem aqui, conheçam nosso trabalho e saibam dos cursos que oferecemos”, destacou o diretor.

A participação de alunos de escolas estaduais é fundamental, destaca a supervisora pedagógica da Escola Estadual Professor Francisco Barbosa, Monalisa Ramos. “É um dia diferente e ficamos muito felizes por poder participar desse projeto pela segunda vez”, disse. A participação de escolas estaduais pode ser agendada diretamente com a Escola da Assembleia.

Além de comemoração, o fim de mais uma etapa é um momento de reflexão para o professor Wilson Pala. “O período do curso é pequeno, mesmo assim conseguimos fazer um trabalho de iniciação e ainda apresentar um produto final de qualidade. O teatro é uma arte presente em todas as classes sociais, mas precisa de um incentivo maior. A Escola da Assembleia está exercendo um papel fundamental com esse programa de trazer a arte do teatro e da música para as escolas estaduais. O universo da arte é necessário para que possamos respirar nessa realidade tão cruel”.

Confira a programação completa da Virada Cultural de Natal

quintal_de_luis-foto_luana_tayse_22
Espetáculo ‘Quintal de Luís’ é uma das atrações do sábado (3) (Foto: Luana Tayse)

Música, teatro, poesia, dança e literatura fazem parte da programação da Virada Cultural deNatal que acontece neste sábado (3) e domingo (4) nos bairros da Ribeira e Cidade Alta, na Zona Leste de Natal. A programação começa às 14h do sábado e segue até às 21h de domingo. Todas as atividades são gratuitas. Há atrações para toda a família.

Confira abaixo a programação completa.

Sábado (3)

SESC Cidade Alta
Rua Coronel Bezerra, 33.
ENCERRAMENTO DA MOSTRA SESC DE ARTE E CULTURA 2016
[Sesc na Virada Cultural]
14h às 19h – Galeria Sesc, exposição “Os 12 Trabalhos” de Guaraci Gabriel;
14h às 14h15- ESQUETES CIRCO GROCK – mágico Capitão Jack “Navegando nos mistérios da Magia” (Circo para todas as idades);
14h20 as 15h50- Cine Sesc com o filme “O Menino e o Mundo”- de Alê Abreu. (Cinema para todas as idades)
16h às 16h45 – ESQUETES CIRCO GROCK : DUODENO (números de equilíbrio) com Lion Nathan e Gilson Moura e ESPAGUETE E FERRUGEM (Circo para todas as idades);
16h50 às 17h30: Encontro de Hip- Hop (Música e dança)
18h00 às 18h50 – “Circo do Só Eu”- Grupo Barracão Teatro/ SP- Palco Giratório (Teatro para todas as idades)
19h as 20h- Espetáculo Quintal de Luis- Grupo Estação de Teatro/ RN (Teatro para todas as idades)
E mais: Mini- feira cultural e Intervenções da Street Jazz Band durante a programação.
20h – Cortejo Cultural Afoxé Estrela da Manhã (Pau e Lata), saindo do Sesc Cidade Alta até a Rua Chile/Ribeira

Centro Cultural Dosol
Rua Chile, 61
18h – Joseph Little Drop /RN (Música)
19h – The Automatics/RN (Música)
20h – Lilt /CE (Música)
21h – Luiz Gadelha e os Suculentos/RN (Música)
22h – Five Minutes To Go/RN (Música)
23h – Mabombe/PE (Música)
24h – Mahmed/RN (Música)
01h – Jonatas Tadeu/ MG (Música)
02h – Son Of A Witch/RN (Música)

Largo da Rua Chile
18h – Jubarte Ataca/RN (Música)
20h – Sueldo Soaress/RN (Música)
22h – Bando das Brenhas/RN (Música)
24h – Luisa e os Alquimistas/RN (Música)
02h – Orquestra Boca Seca/RN (Música)

Ateliê Bar e Petiscaria
Rua Chile, 39
19h – DJ – Houssaca-Mandaca (Música)
20h – Fettutines (Música)
21h – Boca de Sino (Música)
00h – Coffee Joe (Música)
02h – DJ – Houssaca/Mandaca (Música)

Casa da Ribeira
Rua Frei Miguelinho, 52
20h30 – Literatura Ostentação (Poesia e Anti-Teatro – SP/RN)*
23h30 – Festival de Cenas curtas (Teatro e Performance)*
*Ingressos distribuídos uma hora antes de cada atração.

A Boca Espaço de Teatros
Rua Frei Miguelinho, 16
Movimento na Boca – Edição Virada (Festa)
1h – DJ Gustavo Rocha
* Performance Drag
2h30 – Doc (Música eletrônica)
4h – Lótus (Chillout)
* Performance Dança do Ventre

Domingo (4)

Casa da Ribeira
Rua Frei Miguelinho, 52
– Viradinha Cultural – (até às 17h)
9h – Oficina “Desenhos e Retratos – pais e filhos” com Jean Sartief (Oficina de Artes visuais para crianças e Pais);
11h – “As Caçadoras de Histórias” – Grupo Clowns de Shakespeare – (Teatro para crianças)*;
13h30 – Viradinha de Filmes – curadoria Casa da Praia (Cinema para crianças)*;
15h – Saída de Palhaços;
16h – Combo Tropa Trupe (Circo para todas as idades – rua)
17h – “Acorde na Rua” – Grupo Vocal Acorde (Música – rua)
18h – “Torta de Maçã” – Companhia Torta de Teatro (Teatro Adulto)*
19h30 – “Pobres de Marré” – Grupo Carmin (Teatro Adulto)*
*Ingressos distribuídos uma hora antes de cada atração.

Espaço Gira Dança
Rua Frei Miguelinho, 100
16h – Abertura "Brechó Gira" e música DJ Caio
17h30 – “Boombox” – Passurbano (Dança de Rua)
19h – “Sobre todas as coisas” – Giradança (Dança Contemporânea)
20h – DJ Caio

Espaço A3
Rua Frei Miguelinho, 99-a
15h às 16h20 – “Um Lugar de Partida” – Oficina com Ana Claudia Viana (Oficina de Dança Contemporanea)
16h30 – “Tela em Branco” – Anízia Marques Dança (Dança Contemporânea)
17h – Cia Al Hanna e Farid Mohamad. (Dança do Ventre)
18h – Jam Session Ribeira Batalha. (Batalha de Hip Hop)
20h – Tubo de ensaio (passadiço) com Eliamary Teixeira e Thaisa Galvão. (Dança Contemporânea)

A BOCA Espaço de Teatros
Rua Frei Miguelinho, 16.
10h às 13h – Workshop “Mímica Corporal Dramática – Técnicas para criação cênica a partir de ações físicas” com Karol Schittini.
16h – Exibição do documentário Encantarias de Rodrigo Sena e Julio Castro (Cinema)
18h30 – “Residência no Redemoinho” – Karol Schittini (Teatro Adulto/RJ)
20h – “Memórias de Quintal”- Bololô Cia. Cênica (Teatro Adulto)

Ateliê Bar e Petiscaria
Rua Chile, 39
13h – Arquivo Vivo
16h – Marcos Souto

Itajubá Memorial e Espaço Cultural
Rua Chile, 63
16h – Exposição de Artes Visuais "Itajubá Memorial", homenagem ao nascimento do poeta Ferreira Itajubá. Exposição Coletiva de Arte e Poesia.
Palco Aberto para Performances e Mostra de Audiovisual de Artistas.
Serviço Básico de Lanchonete e Bar.

Pelas Ruas
Encontro de Brechós
Rua frei Miguelinho
15h às 20h

Flipipa debate cultura com apoio da Assembleia Legislativa

Crédito da Foto: João Gilberto
Crédito da Foto: João Gilberto

Encontro com autores, mesas literárias, intervenções teatrais e atividades educativas orientam a 7ª edição do Festival Literário da Pipa (Flipipa) que acontece até este sábado (13), no Espaço Pipa Open Air, na praia da Pipa. O evento será apoiado pela Assembleia Legislativa, dentro da proposta da Casa de valorização da cultura e da educação.

Toda a riqueza narrativa exercitada pelo escritor e etnólogo Hélio Galvão (1916-1981) sobre a história e a cultura popular do RN, sobretudo as lendas, danças, tipos nativos e costumes da vida litorânea, será destacada em ações diversas.

O festival destaca a diversidade de gêneros literários como biografia, ficção, poesia marginal/70 e quadrinhos. Estão confirmadas as presenças de Ignácio de Loyola Brandão, Lira Neto, Gregório Divivier, Sheyla Smanioto, Charles Peixoto, Estevão Azevedo, Ronaldo Santos, Marta Barcellos, Cristovão Tezza, Winnie Knox, Alice Carvalho, Andrea Galvão e Márcio Benjamin.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

SEXTA, dia 12
Tenda dos Autores

8h – Espetáculo “A Peleja do Violeiro Magrilim com Jezebel”
9h – Oficina “Aventuras de um menino em sua praia” | Andreia Galvão
9h40 – Ação Sesc Literatura com Alice Carvalho
10h10 – “Invenção de Palavra: Caminhos, Histórias e Escolhas”
13h – Intervenção cênica, musical e poética
13h30 – Espetáculo “A Peleja do Violeiro Magrilim com Jezebel”
14h30 – “Romances, segredos, mistérios e assombrações na praia de Hélio”
15h10 – Encontro com Alice Carvalho
15h40 – “Invenção de Palavra: Caminhos, Histórias e Escolhas”
16h – Ação Flipipa e Shopping Vila da Pipa

Sessão de autógrafos com o ator Érico Brás, autor do livro “Lindas Águas – O mundo da Menina Rainha”, obra que narra a história de uma menina no Bairro da Liberdade, onde ela mora com a avó, em Salvador.

18h – Exibição do documentário inédito sobre Osvaldo Lamartine
19h – Mesa literária 4: Cultura e identidade com Érico Brás e Arlindo Bezerra
20h – Mesa literária 5: “Mulheres escritoras: literatura por mulheres e não só para mulheres” por Marta Barcellos e Sheyla Smanioto Macedo, mediação de Sérgio Vilar

21h – Mesa literária 6: “Espalhando pedras na literatura” com Estevão Azevedo e Carlos Fialho
22 – Show da banda Alphorria

SÁBADO, dia 13
Tenda dos Autores

9h – “A Arte de Contar e Encantar Histórias para Crianças”
10h – Dílvia Ludvichak- SP | “LUIZ Lua, GONZAGA Estrela – O Rei do Baião”
13h30 – Grupo Costurando Histórias (RJ)- Palestra: A Arte de Contar Histórias com Tapetes
16h – Ação Flipipa e Shopping Vila da Pipa

Lançamento da “Biografia de Hélio Galvão” em cordel, do escritor e cordelista Erivaldo Lucena, com recital do autor. Apresentação do jogral com alunos da Escola Municipal Hélio Galvão. [+] Passagem do Cortejo Flipipa com participação do público, atores, brincantes e vovô Hélio, personagem do ator Arlindo Bezerra.

17h40 – Exibição do documentário “As incríveis Artimanhas da Nuvem Cigana”
19h – Mesa literária 7: “A Nuvem do Delírio” com Ronaldo Santos, Charles Peixoto, Claudio Lobato
20h – Mesa literária 8: “Histórias Reescritas” por Lira Neto e Vicente Serejo
21h – Mesa literária 9: “Como nasce um Romance” com Cristovão Tezza e Carlos de Souza
22h – Show da banda DuSouto

Pipinha Literária
Tenda Sesc | Espaço Sesc de Literatura Infantil. Atividades para crianças de 5 a 10 anos

Sexta, dia 12
8h – Cordel Animado com Mariane Bigio (PE)
9h – Contação de histórias, por Bárbara Cristina (RN)
10h– Intervenções cênicas de Gaudêncio e Paulinha (RN)
13h – Cordel Animado com Mariane Bigio (PE)
15h – Intervenções cênicas com Gaudêncio e Paulinha (RN)
18h -Assalto Poético

Sábado, dia 13
9h às 11h – Contação de histórias, por Gaudêncio (RN)
16h – Concentração Cortejo Flipipa na Praça do Pescador
17h – Encerramento

Em homenagem a Cascudo, ‘Quintal de Luís’ tem curta temporada em Natal

Espetáculo faz curta temporada no Parque das Dunas (Foto: Yuno Silva)
Espetáculo faz curta temporada no Parque das Dunas (Foto: Yuno Silva)

Nos 30 anos de encantamento de Luís da Câmara Cascudo (1898-1986), o GrupoEstação de Teatro faz uma homenagem ao pesquisador da cultura popular brasileira com a curta temporada do espetáculo “Quintal de Luís” no Parque das Dunas, em Natal. As apresentações acontecem nos dias 30 e 31 de julho, sábado às 16h30 e domingo às 10h. O acesso ao Parque das Dunas custa R$1,00.

O espetáculo de rua “Quintal de Luís” é uma homenagem ao mestre Luís da Câmara Cascudo, pesquisador, escritor e historiador, cuja obra é referência nacional noscampos da tradição oral, da gastronomia e da cultura popular.

A fábula é uma licença poética e lúdica que remonta uma brevíssima fração temporal, onde o protagonista, em um único suspiro, se propõe a peregrinar ao redor de si. Neste delírio último, do tamanho de um palco em forma de arena, um juízo inquisidor e febril se instaura. Criaturas que povoaram toda uma existência, fictícias ou verdadeiras, se apresentam como depoentes nesse tribunal da própria memória. Omomento escolhido para ilustrar tal condição, é um fato verídico, quando na década de 1920 um professor do Colégio Atheneu pediu a expulsão do professor Cascudo por ocupar os espaços da sala de aula com lobisomens, sacis e outras discrepâncias científicas, relacionadas na maioria das vezes aos costumes do povo e sua oralidade.

Serviço
Espetáculo ‘Quintal de Luís’
Local: Parque das Dunas
Data: Sábado (30) às 16h30 e Dominho (31) às 10h
O acesso ao parque custa R$ 1

Feira do Milho 2016 começa na próxima sexta-feira (17)

Feira-do-Milho
Foto Divulgação

A tradicional Feira do Milho realizada pela Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte – Ceasa/RN terá início na próxima sexta-feira (17). A abertura oficial do evento que já faz parte do calendário junino da Grande Natal acontece a partir das 8h.

A XI edição da Feira do Milho funcionará de 17 a 29 de junho, das 6h às 22h, no Pátio da Central de Comercialização da Agricultura Familiar, no cruzamento das avenidas Capitão-Mor Gouveia e Jaguarari. No espaço serão montadas 16 barracas (14 para venda do milho e 2 para comercialização de comidas típicas), reunindo no total 30 produtores e 20 comerciantes.

A Feira do Milho tem como objetivo promover a concentração do milho verde para a comercialização do período junino, proporcionando aos produtores potiguares espaço para vender e, aos consumidores, opção para escolha e aquisição do produto de melhor qualidade com preço mais baixo. Destacando a oportunidade dos produtores estarem em contato direto com os consumidores, sem a presença dos atravessadores.

Hugo Moura, gerente comercial da Ceasa, disse que a expectativa é superar as edições anteriores. Para 2016 está prevista a venda de 1 tonelada de espigas de milho, movimentando cerca de 1 milhão de reais. A mão do milho (50 espigas) custará entre R$ 25,00 e R$ 30,00.