Assembleia homenageia 30 anos de instituição de apoio à Pessoa com Deficiência

Os 30 anos da Subcoordenadoria Estadual para integração da Pessoa com Deficiência do Rio Grande do Norte (CORDE) foram comemorados com uma solenidade na Assembleia Legislativa, realizada na manhã desta quinta-feira (7). A iniciativa foi da deputada Cristiane Dantas (PCdoB), que destacou o pioneirismo da instituição, por ser a primeira no País a gerenciar esse tipo de política.

“A Corde representa um marco significativo na luta pela inclusão das pessoas com deficiência e esta preocupação e sensibilidade da instituição são justificadas pelos números apontados pelo IBGE, pois nosso Estado tem quase 30% de sua população com algum tipo de deficiência, segundo o Censo de 2010”, afirmou a parlamentar.

Cristiane Dantas ressaltou que exaltar a história da Corde “é ressaltar a importância das políticas de inclusão para proporcionar vida digna para essa parcela significativa do povo potiguar que tem deficiência e limitações, mas não é incapaz”.  Um dos destaques citados pela deputada durante a solenidade foi o trabalho que há cerca de 10 anos a Corde vem realizando na intermediação de mão-de-obra para inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho através da parceira com a iniciativa privada.

A subcoordenadoria também tem um trabalho nas ações que visam a implantação da acessibilidade nos espaços públicos e privados, com orientações técnicas sobre as normas e condições que permitam o direito de ir e vir das pessoas com deficiência física, visual ou auditiva, tendo como base as legislações federal, estadual e municipal.

Profissionais em atuação e que já deram a sua contribuição durante esses 30 anos foram lembrados no pronunciamento da deputada. Falando em nome de todos os homenageados, a atual coordenadora da Corde, Tânia Fabiana Carvalho Scarsanela, agradeceu a iniciativa da Casa Legislativa e chamou a atenção para a necessidade de que a instituição seja fortalecida. “A Corde já foi uma coordenadoria, com uma grande equipe, multiprofissional e que por isso tinha uma atuação bem mais ampla na saúde, na educação, na área social”.

A coordenadora afirmou que a equipe tem uma atuação conjunta e com o apoio de importantes órgãos para que essa parcela da população consiga se inserir verdadeiramente na sociedade. “É repetitivo dizer que somos o Estado com o maior número de pessoas com alguma deficiência, mas é importante sempre lembrar que essas pessoas estão em busca do seu respeito no seu trabalho, estudo e área social. A verdadeira inclusão só vai acontecer quando um aluno com deficiência visual ou auditiva conseguir, por exemplo, no recreio, seu momento de lazer na escola, circular livremente e se integrar com seus colegas”, afirmou Tânia Fabiana.

Homenageados:
Maria do Carmo Soares Costa da Silva, José Rosélio Vilar de Queiroz, João Alves de Carvalho Bastos, Éliton de Souza Costa, Rosana Maria Octávio, Luíza Maria Araújo da Costa Medeiros, Tânia Fabiana Carvalho Scarsanela, Izabel Christina Baptista Queiroz Ramos, Rebecca Monte Nunes Bezerra e Rogério de Oliveira.

Leave a Comment