Ações de saúde voltadas às mulheres são discutidas na Assembleia Legislativa

A Assembleia Legislativa, mais uma vez, foi local de discussão sobre ações voltadas ao atendimento às mulheres. Por iniciativa do deputado Fernando Mineiro (PT), foi realizada uma audiência pública tendo como foco a preparação e formação da Conferência Estadual de Saúde das Mulheres, que ocorrerá em Natal entre os dias 12 e 14 de junho. Para o deputado, é importante se dar voz às pessoas que representam os diversos segmentos para fortalecer e aumentar o interesse da população na discussão de políticas públicas voltadas às mulheres.

“A conferência é algo muito importante, mas não podemos pensá-la como um evento, e sim como um processo contínuo na discussão e luta pelos interesses das mulheres”, disse Mineiro.

O debate, que destacou a importância da consolidação de uma Política Estadual de Saúde da Mulher no Rio Grande do Norte, não se restringiu às questões voltadas somente à área. Os presentes debateram sobre políticas públicas voltadas às mulheres de forma integrada com o objetivo de garantir também emprego e renda, mobilidade e educação às mulheres potiguares.

“Precisamos tratar do mundo do trabalho, participação social, desenvolvimento e também vulnerabilidade da mulher, que infelizmente ainda é uma realidade nos dias atuais”, disse Ivana Maria Queiroz, que coordena a área de Ações de Saúde da Sesap.

Além de discussão sobre as reformas propostas pelo Governo Federal, inclusive sobre a que altera a aposentadoria para as mulheres – e que foi amplamente criticada pelos presentes -, a audiência tratou acerca da necessidade de atendimento diferenciado às mulheres vítimas de violência. Na opinião da secretária de Políticas Públicas para as Mulheres do RN, Flávia Montenegro Lisboa, é preciso se investir em capacitação.

“Dentro dos assuntos abordados na Conferência, é importante que se discuta a porta de entrada dessas mulheres vítimas de violência nos hospitais. Os profissionais precisam ser capacitados para esse atendimento, que muitas vezes tornam-se novos atos de violência e constrangimento às mulheres”, disse.

Também presente ao encontro, o secretário de Saúde do RN, George Antunes, elogiou a iniciativa do debate e garantiu apoio às políticas voltadas à melhoria das ações de saúde em prol das mulheres.

“Estamos fortalecendo o compromisso com todas as políticas de saúde do estado. Essa é mais uma que vem ganhando força e estamos iniciando mais um processo, mais um processo que desencadeia vários outros processos”, garantiu Antunes.

Conferência

A I Conferência Estadual de Saúde das Mulheres, com o tema central “Saúde das mulheres: Desafios para a Integralidade com Equidade”, ocorre em Natal, de 12 a 14 de junho, e terá como objetivo propor diretrizes para a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Mulheres.